Fávaro prorroga investimentos vencendo em 2024

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

José Luiz Tejon

Anúncio

O Conselho Monetário Nacional aprovou  na semana passada a renegociação das dívidas do crédito rural para 17 estados e até quatro produtos: soja, milho, bovinocultura de carne e leite.

Anúncio

A resolução informa que tem direito a renegociação quem tenha sido prejudicado por adversidades climáticas ou dificuldades de comercialização. A arbitragem dessa resolução cabe à instituição financeira credora, a seu critério, podendo renegociar 100% do valor principal de parcelas de operações com vencimento neste ano. O prazo para formalizar a negociação vai até 31 de maio de 2024. O ministro Fávaro ainda declarou que nesta semana outras medidas de apoio a agropecuária serão informadas.

Também na semana passada foi lançado o livro pioneiro, “a Bíblia original do agribusiness”, traduzido para o português por Rafaela Parra (editora ESGlaw). Esse foi o livro que definiu o conceito de agronegócio no mundo, lançamento feito na sede da SRB, em São Paulo. “Um conceito de agronegócio, de John Davis e Ray Goldberg”.

Quero destacar as últimas linhas deste livro, escritas em 1957 pelos autores: “a solução dos problemas do agronegócio exige uma visão combinada do antes, dentro e pós-porteira das fazendas (dentro e fora da exploração agrícola), é a combinação de muitas respostas parciais numa política nacional de
agronegócio. Uma política que se harmonize e reforce os nossos objetivos econômicos nacionais. Chegou a hora de deixarmos de recorrer a medidas provisórias de emergência, que podem tornar-se políticas permanentes devido à falta de melhores respostas”.

Assim foi escrito em 1957. Hoje, em 2024, parece que ainda não entendemos esse conceito, apesar de falar dele todos os dias. Carecemos de um plano estratégico de estado integrando indústria, comércio, serviços, agropecuária e cooperativas, incluindo a moderna bioeconomia. Com esse plano certamente
dobraríamos o tamanho do PIB brasileiro em 15 anos para um objetivo superior a US$ 4 trilhões anuais.

*José Luiz Tejon é doutor em Educação pela Universidad de La Empresa/Uruguai, mestre em Educação Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie, jornalista e publicitário, com especializações em Harvard, MIT e PACE/USA e Insead na França. Colunista da Rádio Eldorado e Estadão On-line, autor e coautor de 35 livros. Coordenador acadêmico de Master Science Food & Agribusiness Management pela Audencia em Nantes/França e FECAP/Brasil. Sócio Diretor da Biomarketing e da TCA International. Profissional Head Agro Anefac. Prêmio Personalidade Agro ABAG 2023. Ex-diretor do Grupo Estadão, da Agroceres e da Jacto S/A.

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Campeonato Brasileiro de Blends de Café será realizado no São Paulo Coffee Festival

Foto: Freepik A Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC) realizará a etapa ...

Equipes coletam dados para nova pesquisa da Conab da safra brasileira de grãos

Foto: iStock Farmer handful of harvested corn kernels from the heap loaded into ...

Comidas típicas da festa junina contam com 36% de impostos no preço final

Foto: Julio Huber A chegada das festas juninas costuma ser motivo de alegria ...

Capixaba é eleito o melhor criador e expositor na Megaleite 2024 na categoria CCG 1/2 Hol + 1/2 Gir

Encerrada a 19ª edição da Megaleite no último sábado (15), a Associação Brasileira ...

Equipamento promete secagem de cafés especiais em menos de 24 horas

Tecnologia desenvolvida pela Dryeration, foi testada e aprovada por produtores da Alta Mogiana ...