ABRATES e UFLA promovem curso de capacitação em análise de sementes

O sucesso de uma lavoura depende da utilização de sementes de qualidade

A Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes (ABRATES) e o Laboratório de Análise de Sementes da Universidade Federal de Lavras (UFLA) realizam o XV Curso Teórico-Prático de Capacitação de Análise de Sementes de Grandes Culturas, entre os dias 08 e 12 de novembro de 2021, em Lavras, Minas Gerais As inscrições já estão abertas e podem ser feitas no site da ABRATES – www.abrates.org.br.

Dirigido a estudantes, profissionais e entusiastas da indústria brasileira de sementes, o curso tem por objetivo proporcionar a capacitação dos participantes para avaliação da qualidade de sementes de grandes culturas. Serão abordados temas como padrões para produção e comercialização de sementes, bases botânicas para testes em sementes, princípios da amostragem, teste de pureza, determinação de qualidade por meio de testes de germinação e vigor.

“O curso traz aperfeiçoamento nos ensinamentos relativos à análise de sementes de grandes culturas, de acordo com as metodologias oficiais descritas nas Regras para Análise de Sementes, capacitando ainda mais os profissionais para o mercado de trabalho”, afirma Raquel Maria de Oliveira Pires, professora da UFLA e coordenadora do Curso.

As aulas serão ministradas pelos professores doutores da UFLA, Raquel Maria de Oliveira Pires, Everson Reis Carvalho e Heloisa Oliveira dos Santos e dos professores aposentados e idealizadores do curso Maria Laene Moreira de Carvalho e João Almir Oliveira, além da pesquisadora Dayliane Bernardes de Andrade e da auditora fiscal do Ministério da Agricultura e Abastecimento, Myriam Alvisi.

A coordenadora destaca que para a semente poder ser comercializada, ela tem que passar por um processo de averiguação de sua qualidade, sendo fundamental o comprometimento com as análises e metodologias descritas para essa finalidade. “É uma exigência do mercado que a semente tenha a qualidade aferida, dentro do laboratório”, explica Raquel.

“O sucesso de uma lavoura depende da utilização de sementes de qualidade, que geram plantas de elevado vigor e desempenho superior no campo, por isso é tão importante o trabalho do analista de sementes. Ele traz para si a responsabilidade de aferir se as sementes comercializadas no país são de fato, de qualidade, uma vez que a qualidade em si, se estabelece no campo”, afirma Raquel.

“O analista de laboratório é responsável por todas essas avaliações e, com base nos testes, indica se a semente pode ser comercializada”, afirma a professora Maria Laene Moreira de Carvalho, acrescentando que todo esse trabalho é fundamental para dar origem a uma nova planta com características e vigor.

“Não basta só germinar, a planta tem que germinar bem e originar uma plântula vigorosa”, complementa Maria Laene.

Fonte: ABRATES e CBSementes

Últimas notícias

Operação Colheita apreende armas, drogas e prende 25 criminosos no Estado

Cerca de dois meses após o início das ações, a Operação Colheita, lançada ...

Inmet disponibiliza plataforma de monitoramento de estimativa de geadas no Brasil

O mapa indica a possibilidade da ocorrência de geada, baseada na temperatura mínima ...

Frutas, castanhas e verduras nativas do Brasil estão em nova lista de espécies da sociobiodiversidade com valor alimentício

São considerados produtos da sociobiodiversidade os bens e serviços gerados a partir de ...

Cafés do interior capixaba serão comercializados em evento na Praça do Papa

O café, além de ser fonte de energia, também é fonte de lucro ...

Pif Paf Alimentos compra a Uniaves para ampliar oferta de produtos

Dando sequência à execução do seu plano estratégico de crescimento, a Rio Branco ...