Agricultura Familiar deve movimentar R$ 42 bi na região Sul

Foto: Divulgação

O ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Paulo Teixeira, lançou, na última sexta-feira (21), em Chapecó (SC), no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nês, o Plano Safra da Agricultura Familiar 2023/2024 na região Sul. O presidente do Sebrae, Décio Lima, destacou a atuação da instituição na Agricultura Familiar. “O Sebrae trabalha no universo da agricultura familiar contribuindo com a melhoria da gestão das pequenas propriedades rurais. Afirmo que este momento é gigante, pois o ministro está anunciando um Plano com 34% a mais de recursos”, afirmou.

Anúncio

Em todo o país, o governo federal deve investir R$ 77 bilhões, o maior volume da série histórica, em ações para fortalecer a agricultura familiar, aumentar a produtividade no campo, promover a transição agroecológica e levar alimentos saudáveis para as famílias brasileiras. A estimativa, de acordo com os dados da safra passada, é que desse montante, cerca de R$ 42 bilhões sejam contratados somente pelas agricultoras e agricultores familiares da região Sul. O valor estimado para o estado de Santa Catarina se aproxima a 10 bi.

Anúncio

De acordo com o presidente do Sebrae, atualmente 99% dos CNPJ ativos no Brasil são de microempreendedores individuais (MEI), micro e pequenas empresas, ou seja, é uma parcela significativa daqueles que induzem o desenvolvimento sobretudo na condição da agricultura familiar. “Tanto o Sebrae quanto o Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) constroem um processo de parceria na qual aportaremos o que faz parte de nossa institucionalidade, que é trazer a garantia da qualificação de tudo aquilo que o ambiente do campo produz”, explicou.

Décio Lima ressaltou que o Sebrae atua em sinergia com o ministro Paulo Teixeira e outros atores que contribuem para fortalecer cada vez mais a economia brasileira. Como exemplo, citou a expressão da atuação da entidade que representa um universo de 54% da empregabilidade no país, além de responder por quase 30% do PIB.

“Os componentes econômicos são extremamente otimistas. O Brasil conquistou a quarta colocação no crescimento do PIB no primeiro trimestre de 2023. Número expressivo com grande contribuição da agricultura, uma vez que as exportações somaram US$ 166,5 bilhões, com superávit de US$ 45,5 bilhões, o maior da história no nosso país. Então, nossa economia dá forte lampejos e com o Plano Safra, no qual trabalharemos na área do microcrédito, propiciará crescimento dessa economia que é resiliente e responde por 30% do PIB”, enalteceu Décio Lima.

Por fim, reforçou que o Sebrae apoia a instalação de negócios familiares na área da agroindústria. “O Sebrae é essa porta da esperança e do sonho de muitos empreendedores que estão no campo. Atuamos a partir de uma larga experiência na agricultura familiar e, mesmo não tendo um produto, oferecemos para esse setor um resultado consistente tanto para quem vai adquirir o crédito seguro para seu investimento quanto para que o empreendedor tenha um ambiente de negócios favorável e sua gestão empresarial aprimorada. O que temos de mais precioso é a potencialização dos processos para agregar valor aos produtos da terra”, enfatizou.

Fonte: Sebrae

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Estudo procura ferramentas para ajudar cafeicultores do ES no combate à ferrugem

Foto: Acervo da Pesquisa Uma pesquisa da Ufes está criando um sistema para ...

Dois novos cursos de doutorado aprovados na Ufes em Alegre e Maruípe

A Capes aprovou dois novos cursos de doutorado na Ufes, um em Nutrição ...

Exportações do agro do Espírito Santo crescem 83% no primeiro semestre de 2024

Foto: Freepik Nos primeiros cinco meses de 2024, o agronegócio do Espírito Santo ...

Casos suspeitos de doença de Newcastle na zona de proteção são descartados no Rio Grande do Sul

Foto: Freepik Três casos suspeitos de doença de Newcastle (DNC) foram descartados após ...

Feira de Agronegócios Cooabriel tem projeção milionária de negócios

Foto: Cooabriel A Feira de Agronegócios da Cooabriel, realizada pela cooperativa e considerada ...