Agroindústria de atum em conserva de Itapemirim recebe Selo Arte

O Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) entregou, nesta segunda-feira (27), o Selo Arte para mais uma agroindústria capixaba. A certificação foi concedida ao estabelecimento Família WG, do município de Itapemirim, no litoral sul do Estado. A empresa produz atum em conserva e agora pode ampliar sua comercialização para todo o país.

De acordo com a gerente de Agroindústria de Pequeno Porte do Idaf, Erica Machado, o trabalho de proximidade com o setor é fundamental para esse fortalecimento. “Ficamos felizes por mais esta entrega, contribuindo para o desenvolvimento das agroindústrias e oportunizando maior geração de renda. O município de Itapemirim é destaque na produção de pescados e esperamos, com a certificação, contribuir para a economia local, de forma que os estabelecimentos estejam aptos a comercializar produtos de origem animal inspecionados em âmbito nacional”, pontuou Erica Machado.

Anúncio

Para a responsável pelo empreendimento, Márcia Araújo Garcia da Silva, com o Selo Arte as vendas deverão ser ampliadas. “Estamos radiantes com o crescimento que tivemos em dois anos. Iniciamos nossa empresa no período da pandemia, mas sempre buscando a regularização. Somos imensamente gratos ao acolhimento que tivemos de toda a equipe do Idaf e por todas as orientações para que fizéssemos tudo de forma correta, mostrando que é possível conciliar a regularização com a produtividade. O Idaf foi mais do que fiscalizador, foi incentivador. Nossa expectativa é que nossa produção dobre a partir de agora”, contou Márcia Silva.

Anúncio

O estabelecimento já precisou ser ampliado uma vez e Márcia conta que já planejam a segunda reforma da estrutura física. “Começamos com uma máquina de esterilização e hoje dispomos de sete. Atualmente atendemos escolas municipais de nove municípios para oferta de merenda e temos perspectivas de ampliar esse horizonte”, contou.

SELO ARTE – O Selo Arte é um certificado que assegura que o produto alimentício de origem animal foi elaborado de forma artesanal, com receita e processo que apresentem características próprias, tradicionais, regionais ou culturais. Ele pode ser concedido a produtos lácteos, cárneos, pescados e seus derivados e produtos de abelhas, permitindo a comercialização em território nacional.

No Espírito Santo, atualmente, 75 produtos contam com o Selo Arte, integrando 25 estabelecimentos, de seis municípios: Domingos Martins, Itapemirim, Jaguaré Montanha, São Mateus e Venda Nova do Imigrante

Para que o produto receba o Selo Arte, o estabelecimento, obrigatoriamente, deve estar registrado em algum Serviço de Inspeção Oficial, seja ele municipal (SIM), estadual (Serviço de Inspeção Estadual – SIE ou Serviço de Inspeção Agroindustrial de Pequeno Porte – Siapp) ou federal (SIF).

Fonte: Idaf-ES

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Festival gastronômico celebra cultura capixaba com o Fest Torta em Vitória

Neste sábado (20) e domingo (21), no bairro Jesus de Nazareth, em Vitória, ...

Espírito Santo vai receber primeira Usina de Biometano para uso industrial e residencial

Foto: Hélio Filho/Secom Em um passo histórico rumo à sustentabilidade, o Espírito Santo ...

Valor bruto da produção ultrapassa R$ 1,14 trilhão em março

Soja, milho, Cana-de-açúcar, café e laranja foram responsáveis por 52% do valor total ...

Nater Coop premia startups em Programa de Inovação Aberta

Foto: Bruno Faustino Ao longo de 2023, a cooperativa impulsionou a inovação lançando ...

ES firma acordo para ampliar alcance de frutas e especiarias capixabas no mercado internacional

As frutas e especiarias produzidas no Espírito Santo ganharão ainda mais reconhecimento internacional, ...