Alimentos produzidos por povos indígenas e assentados serão entregues pela Conab

Nesta semana, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) fará duas entregas de alimentos do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) para famílias no município de Altamira, no Pará. Na terça-feira (28), ocorrerá a distribuição de uma tonelada de alimentos para a comunidade indígena Arara, na Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental Maeta Arara, onde a equipe de técnicos da estatal fará um diálogo sobre alimentação tradicional e escolar. Já na quarta-feira (29), haverá ainda a entrega de mais uma tonelada de alimentos nos reassentamentos da Barragem de Belo Monte.

Os alimentos ofertados nas entregas são: pescado, farinha de mandioca, tapioca, bolos assados, palmito, cacauí, bacaba e broto de murumuru. A entrega faz parte de projeto do PAA que tem como fornecedores povos e comunidades dos Rios e das Florestas na Terra do Meio, que se uniram com a disposição de construir uma proposta única.

Anúncio

Os grupos apresentaram uma diversidade de alimentos para serem ofertados no projeto, colocando-o como o mais diverso do programa neste ano, com 82 tipos de alimentos dos povos Xipaya, Arara, Parakanã, Kayapó, Munduruku, Kuruaya, Xikrin, Arawete, Asurini e extrativistas das Resex Xingu, Iriri e Riozinho do Anfrizio.

Anúncio

Ao ser pontuada pelos critérios de prioridade, visto que 100% dos participantes são de Povos de Comunidades Tradicionais, a proposta abrange mais de 100 famílias, com 67% de participação de mulheres. Estas são as primeiras entregas de alimentos do projeto aprovado em Altamira/PA, que serão seguidas por novas etapas de distribuição pelo período de seis meses.

Ao todo, o PAA aprovou 32 projetos, distribuídos em 18 municípios paraenses, com investimentos de R$ 44 milhões. O volume é referente à aquisição de mais de 1.800 toneladas de alimentos, que serão entregues por 3.105 famílias fornecedoras no estado.

A região da Terra do Meio está localizada no centro do Pará, com aproximadamente 9 milhões de hectares de áreas protegidas, entre elas 11 terras indígenas e 3 reservas extrativistas. Essas populações possuem uma economia diversificada, com atividades como caça, pesca, roça e extrativismo de diferentes produtos.

Fomentar esse tipo de produção é uma das principais finalidades do PAA, ao incentivar a agricultura familiar e a promoção da inclusão econômica e social, com fomento à produção sustentável, ao processamento de alimentos, à industrialização e à geração de renda, além de estimular o consumo de alimentos produzidos localmente e contribuir para o acesso à alimentação, em quantidade, qualidade e regularidade necessárias às pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional.

Fonte: Conab

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Feira de Agronegócios Cooabriel 2024 acontecerá em julho

O evento é considerado o maior do agro no estado do Espírito Santo ...

Café canéfora tem zoneamento de risco climático atualizado

Foto: Humberto Franco O Zarc delimita regiões e épocas de cultivo em classes ...

Senar-ES quer fortalecer o agro em Santa Leopoldina

Contribuir para um cenário de crescente desenvolvimento da produção sustentável no Espírito Santo ...

Ales vai promover sessão em homenagem às mulheres cooperativistas

Foto: Freepik Reunião acontece na próxima semana. Pauta foi proposta pela Comissão Permanente ...

Brasil produziu quase 900 mil toneladas de peixes de cultivo

A piscicultura venceu adversidades e cresceu 3,1% Em 2023 O Brasil produziu 887.029 ...