Alto Rio Novo promove 1ª Oficina Cores da Terra e Artesanato

Nos dias 25 a 27 de julho, Alto Rio Novo receberá, pela primeira vez, a Oficina Cores da Terra e Artesanato. A ideia é, com as famílias rurais, alunos e professores, deixar um legado no município, com a renovação do paisagismo local por meio de uma arte totalmente sustentável, com a matéria-prima obtida exclusivamente da natureza. 

O projeto “Cores da Terra” teve início em 2007 no Espírito Santo, por meio de uma parceria entre o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e a Universidade Federal de Viçosa (UFV) e foi implementado, principalmente, nas comunidades rurais, com o intuito de ensinar uma técnica simples, criativa e sustentável de pintura, tendo como matéria-prima a própria terra, com várias cores e tonalidades.

Anúncio

A técnica de pintura se baseia em misturar terra com os ingredientes água e cola, resultando em tintas de cores variadas. O material não é tóxico, apresenta boa qualidade e o custo é inferior ao da tinta convencional.

Anúncio

A partir do ano de 2009, quando o projeto foi premiado pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), passamos a desenvolver em parceria com a UFV pesquisas e ações de extensão para aperfeiçoar e multiplicar a técnica de baixo custo e de fácil apropriação, o que a validou como Tecnologia Social, sendo certificada em 2015 pela Fundação Banco do Brasil, consolidando assim suas características de simplicidade, fácil aplicabilidade e impacto social.

“O Incaper deu continuidade às ações de multiplicação da tecnologia mesmo após a finalização do convênio com a Finep em 2016, por meio de atividades de extensão direcionadas a diversos públicos”, afirmou a extensionista do Incaper, Rachel Quandt Dias, coordenou o projeto pelo Incaper.

A Oficina Cores da Terra e artesanato em Alto Rio Novo contará com a participação dos artistas artesãos e instrutores, Edvandro de Oliveira e Sueli Venâncio.

A Oficina Cores da Terra e Artesanato acontecerá por meio da parceria entre o Escritório Local de Desenvolvimento Rural (ELDR) do Incaper em Mantenópolis com a Prefeitura de Alto Rio Novo, por meio da Secretaria Municipal de Meio ambiente e da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.

O extensionista e coordenador do Escritório Local de Desenvolvimento Rural (ELDR) do Incaper em Mantenópolis, Rodrigo Fernandes de Oliveira, contou que conheceu o Cores da Terra com o artista da região, Edvandro Oliveira Eustáquio.

Segundo Fernandes, ambos apresentaram o projeto para escolas e famílias rurais e deixaram um legado afetuoso em Alto Rio Novo, com obras e pinturas que se tornaram referência em turismo no município, o que motivou alguns moradores a adotarem a produção das tintas e comercializarem as mesmas.

“O Cores da Terra é transformador. Traz autoestima e esperança para essas famílias, porque é um indicador de que as coisas estão melhorando, especialmente através de algo sustentável e humano. Além disso, é um projeto que propicia um contato social, que gera vínculo e faz com que as pessoas que o veem também queiram participar e se unir com outras famílias”, lembrou Rodrigo Fernandes.

De acordo com o extensionista, o Cores da Terra também possibilita o aumento de renda, por ser uma atividade com um material de fácil acesso. “Eles se unem, pintam e inovam. Com pouco, eles fazem muito”, disse.

As inscrições estão abertas: (27) 3746-1233. 

Fonte: Incaper

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Campeonato Brasileiro de Blends de Café será realizado no São Paulo Coffee Festival

Foto: Freepik A Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC) realizará a etapa ...

Equipes coletam dados para nova pesquisa da Conab da safra brasileira de grãos

Foto: iStock Farmer handful of harvested corn kernels from the heap loaded into ...

Comidas típicas da festa junina contam com 36% de impostos no preço final

Foto: Julio Huber A chegada das festas juninas costuma ser motivo de alegria ...

Capixaba é eleito o melhor criador e expositor na Megaleite 2024 na categoria CCG 1/2 Hol + 1/2 Gir

Encerrada a 19ª edição da Megaleite no último sábado (15), a Associação Brasileira ...

Equipamento promete secagem de cafés especiais em menos de 24 horas

Tecnologia desenvolvida pela Dryeration, foi testada e aprovada por produtores da Alta Mogiana ...