Avicultores e suinocultores apresentam demandas para o governador do Espírito Santo

Representantes da Associação dos Avicultores do Estado do Espírito Santo (Aves) e da Associação de Suinocultores do Espírito Santo (Ases) apresentaram demandas dos setores ao governo do Estado.

Na pauta está uma atenção especial na área sanitária, por meio de ações de prevenção da Peste Suína Clássica e da Influenza Aviária. Representantes das duas entidades pediram, ao governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, que seja intensificado o trabalho conjunto com as autarquias e instituições locais para fortalecer o trabalho preventivo que vem sendo desenvolvido no Estado.

Anúncio

Com a participação dos presidentes da Aaves e da Ases, Oderli Schneider e Marco Mosquini, respectivamente, além de integrantes das diretorias e da equipe técnica das duas entidades, o encontro também contou com a presença do secretário de Estado da Fazenda, Marcelo Altoé; do secretário de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca, Enio Bergoli; do subsecretário de Agricultura, Michel Tesch; do diretor-presidente do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf), Leonardo Cunha Monteiro; do gerente de Defesa Sanitária e Inspeção Animal, Raoni Cezana Cipriano; do presidente do Sindicato da Indústria do Frio do Estado do Espírito Santo (Sindifrio), Fernando Antonio Marin e do diretor financeiro do Sindrifrio, Ronalson Vargas Mendes.

Anúncio

No encontro, os representantes das duas entidades reforçaram ao governador as demandas que foram apresentadas ao secretário estadual de Agricultura, Ênio Bergoli, durante uma reunião no dia 02 de fevereiro. Além dos pontos levantados na parte sanitária, as duas entidades também destacaram a necessidade de mais incentivos e investimentos que possam colocar os setores em igualdade de condições frente a outros estados; equilíbrio tributário; viabilização da ferrovia para transporte de insumos; melhorias nas estradas e criação de novas rotas para o escoamento das produções; e o reforço na segurança das propriedades localizadas no interior.

Os representantes também enfatizaram um pedido de apoio ao governador em pautas nacionais, como a retirada do PIS e Cofins das importações de milho e soja, e a proposta de notificações dos volumes de milho exportados pelo Brasil.

Diretor executivo da Aves e da Ases, Nélio Hand conta que os esforços vêm sendo realizados na prevenção de doenças nas granjas e explica que o trabalho depende de ações conjuntas, do setor produtivo e dos órgãos veterinários oficiais.

“Temos um esforço conjunto muito importante – Associações, SEAG, IDAF e SFA/ES (Superintendência do Ministério da Agricultura no ES) – quanto às questões sanitárias da avicultura e suinocultura capixabas nos últimos anos, e isso nos permite estar alinhados para as ações que são necessárias neste momento, especialmente orientar os nossos setores e a sociedade, bem como identificar e buscar soluções para os gargalos que existem e vão surgindo. Assim tem sido o nosso trabalho institucional, buscando as parcerias com as autarquias e o próprio governo estadual, para que possamos dar solução a velhos e novos desafios que possuem nossas avicultura e suinocultura”, finaliza o diretor executivo.

Fonte: Aves e Ases

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Capixaba é eleito o melhor criador e expositor na Megaleite 2024 na categoria CCG 1/2 Hol + 1/2 Gir

Encerrada a 19ª edição da Megaleite no último sábado (15), a Associação Brasileira ...

Equipamento promete secagem de cafés especiais em menos de 24 horas

Tecnologia desenvolvida pela Dryeration, foi testada e aprovada por produtores da Alta Mogiana ...

Bahia Farm Show 2024 bate novo recorde de público

A 18ª edição da Bahia Farm Show atinge um novo recorde de público. ...

Praga inexistente no Brasil é identificada em fruta que vinha dos Estados Unidos

Uma carga com 576 quilos de pêssegos importados dos Estados Unidos foi barrada ...

Salmonella gera impacto na avicultura e preocupa produtores

Foto: Envato O impacto das salmoneloses assusta os produtores pela sua contaminação. A ...