Banco do Brasil oferece crédito de R$ 100 bilhões para afetados pelo coronavírus

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

O Banco do Brasil (BBAS3) anunciou uma série de medidas para combater o coronavírus em suas instalações, enquanto utiliza seu poder de fogo para impedir que a economia mergulhe numa recessão. Entre as medidas, está a disponibilização de R$ 100 bilhões em crédito.

A prioridade é para pessoas físicas, empresas, agronegócio e compra de suplementos médicos por prefeituras e governos estaduais. Segundo comunicado do BB, o dinheiro sairá de linhas já existentes, principalmente de crédito pessoal e capital de giro.

O Banco do Brasil também decidiu prorrogar o vencimento de dívidas previstas para os próximos 60 dias, mediante manifestação explícita do cliente, por meio dos canais digitais do banco.

Os interessados poderão adiar o vencimento da primeira parcela entre 60 e 180 dias, dependendo da linha de crédito.

As demais medidas seguem o padrão já visto em outras empresas: dar preferência ao trabalho remoto para funcionários que possam fazê-lo, afastamento de funcionários suspeitos de coronavírus por 14 dias, horário especial de atendimento para idosos (das 9h às 10h) etc.

Fonte: Money Times

Últimas notícias

Semana termina com leve queda para o café nas bolsas

Mercado internacional passou por ajustes técnicos, mas os fundamentos seguem positivos, com menor ...

Unidade prisional de Cachoeiro de Itapemirim doa hortaliças a hospital do município

O Centro de Detenção Provisória de Cachoeiro de Itapemirim (CDPCI) realizou, na manhã desta quinta-feira ...

Consulta pública sobre regras para fabricação de queijo artesanal vai até 24 de janeiro

A proposta é estabelecer boas práticas agropecuárias para as queijarias A consulta pública, ...

Senar abre cursos técnicos sobre agronegócio e fruticultura

Termina no próximo dia 27 as inscrições para cursos técnicos de agronegócio e ...

Pêssegos com tecnologia da Embrapa ganham mercados no Hemisfério Norte

Há duas safras, produtores brasileiros de pêssego têm aproveitado um intervalo de produção ...