Boletim da Conab indica nova queda de preços das hortaliças

Foto: Roberly Pereira

O movimento de queda nos preços das hortaliças segue firme nos mercados atacadistas do país. De acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), alface, batata, cenoura e tomate apresentaram cotações ainda mais baixas, na comparação entre julho e agosto deste ano, na maioria das Centrais de Abastecimento analisadas. As informações estão no 9º Boletim do Programa Brasileiro de Modernização do Mercado Hortigranjeiro (Prohort), divulgado pela estatal na última quinta-feira (15).

Anúncio

A queda só não é mantida em relação ao preço da cebola, que continua apresentando aumento nas cotações dos mercados atacadistas. O preço médio ponderado do produto aumentou cerca de 12%. Neste período, a região Sudeste figura como principal abastecedora (quase 50%), seguida do Centro-Oeste (25%) e do Nordeste (15%). A alta atípica de preços neste ano pode ser atribuída, em grande parte, à performance da produção nordestina, que está abaixo do esperado.

Anúncio

FRUTAS – Em agosto, dentre as frutas analisadas, a melancia teve destaque de baixa nos preços. De acordo com o Boletim Prohort, houve maior comercialização do produto e queda das cotações na maior parte dos entrepostos atacadistas, com a produção concentrada em Ceres/GO e no centro-oeste do Tocantins. O calor e a demanda retraída tiveram grande influência nesse resultado.

No caso da maçã, a relação foi inversa, apresentando alta em todos os mercados em função dos problemas na última safra, afetada pela seca na região sul. Para o próximo mês, no caso da laranja, é prevista uma leve pressão para a elevação nas cotações, devido à absorção industrial para produção de suco feita pela indústria paulista. Já para outras frutas como banana e mamão não há uma tendência de movimento uniforme.

CEASA RS – Uma novidade apresentada nesta edição do Boletim Prohort foi a inclusão da Ceasa de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, entre as centrais analisadas. A formação de novas parcerias amplia o universo de análises da Conab e oferece um panorama ainda mais abrangente do setor. Todas as informações contidas neste estudo foram apuradas com base nos preços das Centrais de Abastecimento localizadas em São Paulo/SP, Belo Horizonte/MG, Rio de Janeiro/RJ, Cariacica/ES, Curitiba/PR, Goiânia/GO, Brasília/DF, Recife/PE, Fortaleza/CE, Rio Branco/AC e Porto Alegre/RS. A íntegra do 9º Boletim Prohort pode ser acessada no Portal da Conab.

Confira ainda os preços diários dos produtos hortigranjeiros nas Centrais de Abastecimento das capitais e do interior do país por meio do Aplicativo Prohort Ceasas, gratuito para uso em celular ou smartphones e disponível para download nas lojas oficiais de aplicativos para o sistema operacional Android e IOS.

Fonte: Conab

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Feira de Agronegócios Cooabriel 2024 acontecerá em julho

O evento é considerado o maior do agro no estado do Espírito Santo ...

Café canéfora tem zoneamento de risco climático atualizado

Foto: Humberto Franco O Zarc delimita regiões e épocas de cultivo em classes ...

Senar-ES quer fortalecer o agro em Santa Leopoldina

Contribuir para um cenário de crescente desenvolvimento da produção sustentável no Espírito Santo ...

Ales vai promover sessão em homenagem às mulheres cooperativistas

Foto: Freepik Reunião acontece na próxima semana. Pauta foi proposta pela Comissão Permanente ...

Brasil produziu quase 900 mil toneladas de peixes de cultivo

A piscicultura venceu adversidades e cresceu 3,1% Em 2023 O Brasil produziu 887.029 ...