Busca por experiências seguras e ao ar livre impulsionam turismo rural

Foto: Sidney Dalvi

Hoje (27) é celebrado o Dia Mundial do Turismo. A data é comemorada desde 1980 e foi estabelecido oficialmente pela Organização Mundial do Turismo (OMT). O intuito é promover a importância do turismo, bem como seus valores sociais, culturais, políticos, econômicos e ambientais. A edição de 2020 tem como foco fortalecer e valorizar o desenvolvimento do turismo rural, de forma a observar o impacto da Covid-19 no setor.

Por conta dos sérios efeitos da pandemia do coronavírus, países ao redor do mundo trabalham para a recuperação do segmento de turismo, que, em muitos lugares, tem se adaptado às novas demandas por meio de protocolos sanitários e medidas de segurança. Para inúmeras comunidades rurais, o turismo atua como veículo de integração, empoderamento, e de geração de emprego e renda, constituindo-se, assim, como um valioso pilar econômico.

No Espírito Santo, empreendimentos que sofreram os impactos da pandemia e que atuam no segmento do agroturismo (como a atividade é reconhecida localmente) têm encontrado soluções para manterem as atividades. Com o apoio do Sebrae/ES na estruturação de plano de negócios e na realização de cursos de marketing e empreendedorismo, o Sítio Recanto Suave, localizado em Domingos Martins, oferece serviços de pousada e restaurante. Com espaço amplo e belas paisagens, tem atraído famílias que buscam um lugar para recarregar as energias ao ar livre e, é claro, que sigam todas as medidas de segurança.

“Agora, que as operações estão voltando aos poucos, as pessoas estão muito cansadas de estarem presas em casa. Por aqui ser um espaço amplo e rodeado de verde, os clientes têm dado preferência a lugares assim, que é possível realizar o distanciamento social e manter os protocolos de segurança. Sempre realizamos a higienização do ambiente e recomendamos o uso de máscara. Estamos com uma boa expectativa para a recuperação do setor”, explica Thiago Suave, proprietário do Sítio.

Além dos protocolos aderidos, ele também ressalta a importância que tem dado ao uso de canais digitais, que têm sido essenciais para a captação de novos clientes.

O NOVO TURISTA – Com tantas mudanças acontecendo ao mesmo tempo, também muda o perfil do turista. “O comportamento das pessoas foi fortemente impactado e, consequentemente, os hábitos de consumo. Percebemos que os empresários estão atentos a esse movimento e estão buscando se adaptar. Ar livre, conforto, segurança e exclusividade são alguns dos elementos que devem atrair os turistas nesse período pós-pandemia. Além disso, o turismo de experiência tem sido considerado uma grande oportunidade para que os negócios do Setor consigam se conectar ao novo perfil do turista”, explica o gerente da Unidade de Competitividade e Produtividade do Sebrae/ES, Luiz Felipe Sardinha.

Confira algumas características que devem ser buscadas pelos turistas nesse novo momento:

SEM TURISMO MASSIVO: as aglomerações ainda assustarão as pessoas. O coronavírus mudou a forma de as pessoas reagirem ao ambiente ao seu redor, e é por isso que as empresas precisam estar aptas a entregar o melhor ambiente para elas. Isso também significa evitar entregar um ambiente de aglomeração para os turistas.

PROGRAMAS PARA A FAMÍLIA: imagine que milhões de pessoas, daqui a alguns meses, terão passado um bom tempo distante de muitos familiares. É muito provável que os locais de turismo mais procurados sejam aqueles com ótimos programas em família.

PROGRAMAS AO AR LIVRE: estar dentro de casa, seja em isolamento social ou quarentena, pode ser estressante e entediante. A tendência, para o cenário pós-pandemia, é de que as pessoas procurem por programas ao ar livre, que envolvam atividades na natureza e que possa ser feito em família.

EXPERIÊNCIA EXCLUSIVA: esse é talvez o item mais importante. As pessoas estão, cada vez mais, buscando por experiência exclusivas para fugir do “mais do mesmo”. Se atente ao fato de que, para entregar uma experiência única para o seu cliente, não necessariamente você irá precisar gastar muito e ser extremamente sofisticado. Para isso, a criatividade e a inovação em criar bons programas são muito mais valiosas.

Retomada Segura

O Sebrae preparou uma série de orientações para a retomada segura das atividades destinadas aos empresários que trabalham com turismo em áreas naturais. É importante, no entanto, ficar atento aos decretos vigentes de cada região, no que rege os regulamentos e o funcionamento do comércio. Confira os protocolos de segurança em: http://bit.ly/Retomada-TurismoNatural

Fonte: Sebrae

Últimas notícias

Laboratório de Solos de Itapina passa a integrar rede mundial vinculada à ONU

O espaço recebeu certificado e agora faz parte de rede ligada à Organização ...

Incaper lança orientações sobre cafeicultura sustentável para café arábica

O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) lançou materiais ...

Safra de café robusta no mundo deve atingir 74,3 milhões de sacas no ano-cafeeiro 2020-2021

Produção do Vietnã corresponde a 39,3% da safra mundial da espécie robusta no ...

Cooperativismo: Confaz prorroga validade de convênio

O Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), composto pelos 27 secretários de Fazenda ...

Brasil abre 100 novos mercados externos para produtos agropecuários

O trabalho de abertura foi iniciado em 2019 com a meta de diversificar ...