Cafés de Marechal Floriano (ES) e de Teixeira de Freitas (BA) foram eleitos os melhores do Brasil

A família Douro, de Victor Hugo, em Marechal Floriano, teve o café premiado como o melhor arábica do Brasil no concurso Coffee of the Year 2020

Julio Huber

Foi revelada, na noite de hoje (20), a lista dos melhores cafés do Brasil que participaram do concurso “Coffee of the Year 2020”. Pela primeira vez, desde que foi criada, em 2012, a premiação foi realizada de forma virtual, como parte da programação da Semana Internacional do Café (SIC).

Gustavo Sturm, de Teixeira de Freitas, na Bahia, produziu o melhor café conilon

Ao todo, mais de 430 amostras de café de vários estados do Brasil concorreram em quatro categorias. Gustavo Sturm, da Fazenda Bom Retiro, de Teixeira de Freitas (BA), teve seu café premiado como o melhor da categoria “Canéfora” (conilon), com nota de 85,17 pontos.

Já na categoria “Arábica”, o grande vencedor foi Denizar Dias Douro, do Sítio Douro Cafés Especiais, de Marechal Floriano (ES). O café produzido nas Montanhas Capixabas teve 89,79 pontos e, segundo os provadores, possui características floral, açúcar mascavo, especiarias, corpo denso e cremoso.

A família Douro comercializa o café em vários pontos da Região de Montanhas do Espírito Santo

Este ano, duas novas categorias foram incluídas na premiação. Em “Fermentação Induzida Canéfora”, a vencedora foi Ediana Capich, do Sitio Santo Antonio, de Novo Horizonte do Oeste (RO). A amostra vencedora obteve 86 pontos.

Na categoria “Fermentação Induzida Arábica” a produtora Maria Gabriela Baracat Sanchez, da Fazenda Dois Irmãos Cafés Especiais, de Coromandel (MG), foi a vencedora, com 88,29 pontos.

Dos 21 cafés premiados, 11 são de Minas Gerais, seis do Espírito Santo, dois de São Paulo, um de Rondônia e um da Bahia. Criado em 2012, o Coffee of the Year tem como objetivo reunir os melhores cafés do Brasil e eleger os grandes destaques do ano, incentivando assim o desenvolvimento e aprimoramento da produção nacional e a divulgação de novas origens do café.

Este ano, toda a Semana Internacional do Café foi online. Os cafeicultores premiados acompanharam de casa o anúncio dos vencedores

O concurso conta com duas fases. A primeira consiste em receber as amostras de produtores de todo o Brasil que são torradas e provadas por profissionais Q-Graders e R-Graders licenciados pelo CQI (Coffee Quality Institute). Na segunda fase, as melhores amostras foram provadas por compradores nacionais e internacionais durante a Semana Internacional do Café (SIC), que esse ano aconteceu de forma virtual e terminou por volta de 21h30 de hoje, com a revelação dos vencedores do Coffee of the Year. Conheça abaixo os vencedores nas quatro categorias.

CANÉFORA (CONILON)

  • 1º – Gustavo Sturm, Fazenda Bom Retiro,Teixeira de Freitas (BA)
  • 2º – Luiz Cláudio de Souza, Sítio Grãos de Ouro, Muqui (ES)
  • 3º – Sílvio Ricardo Werner, Sítio Reino das Água Claras, Lajinha (MG)
  • 4º – Giovanio Cesar Sering, Sítio Sering, Itarana (ES)       
  • 5º – Sara Horst, Fazenda do Braz, Iúna (ES)

ARÁBICA

  • 1º – Denizar Dias Douro, Sítio Douro Cafés Especiais, Marechal Floriano (ES)
  • 2º – Wilians Valério, Sitio Recanto dos Tucanos, Alto Caparaó (MG)
  • 3º – Cedro Fornari, Sítio Refúgio do Cedro, Iúna (ES)
  • 4º – Greciano Lacerda, Sítio Forquilha do Rio, Espera Feliz (MG)
  • 5º – Miriam Monteiro de Aguiar, Fazenda Cachoeira, Santo Antônio do Amparo (MG)
  • 6º – Wilians Valério Júnior, Sítio Recanto dos Tucanos, Alto Caparaó (MG)
  • 7º – Aurelio Figueiredo Felizali, Fazenda Terras Altas, Ingaí (MG)
  • 8º – Beatriz Aparecida de Souza Guimarães, Quintas de Guimarães, Serra do Salitre (MG)
  • 9º – Getulio Mitsuhiro Minamihara, Fazenda Santa Maria/Café Minamihara, Cristais Paulistas (SP)
  • 10º – José Adil Braggion, Fazenda Boa Esperança, Bragança Paulista (SP)

FERMENTAÇÃO INDUZIDA CANÉFORA (CONILON)

  • 1º – Ediana Capich, Sitio Santo Antonio, Novo Horizonte do Oeste (RO)
  • 2º – Neuza Maria da Silva de Souza, Sítio Grãos de Ouro Muqui (ES)
  • 3º – Cristiano Henrique Pereira Venturim, Fazenda Bonanza Lajinha (MG)

FERMENTAÇÃO INDUZIDA ARÁBICA

  • 1º – Maria Gabriela Baracat Sanchez, Fazenda Dois Irmãos Cafés Especiais Coromandel (MG)
  • 2º – Juliana Roberta Calinçani, Fazenda Alto Siritinga, Santa Margarida (MG)
  • 3º – Andreia Mattos, Sítio Terra Branca, Alto Jequitibá (MG)

Últimas notícias

Pecuária de leite vive incertezas com o futuro da pandemia

A reunião de conjuntura de novembro do Centro de Inteligência do Leite da ...

Valor de mercado de defensivos aplicados deverá cair 11,8% em 2020

O mercado de defensivos agrícolas deve ter redução de 11,8% no valor em ...

Programa de aprendizagem rural é homenageado pelo Instituto Innovare

Fotos: Junio Nunes O Programa de Aprendizagem Profissional Rural foi homenageado na 17ª ...

Novo surto de gafanhotos é monitorado por governo do Rio Grande do Sul

Foto: Senasa Julio Huber Um novo surto de gafanhotos identificado pelo Serviço Nacional ...

Prêmio Excelência de Qualidade Realcafé Reserva anuncia os finalistas

O Prêmio Excelência de Qualidade Realcafé Reserva já tem os 20 finalistas da ...