Campanha de vacinação contra febre aftosa começa na próxima segunda-feira no Espírito Santo

A partir da próxima segunda-feira (1º), os produtores rurais devem vacinar todos os bovinos e bubalinos de sua propriedade contra a febre aftosa no Espírito Santo. A segunda etapa da campanha, coordenada pelo Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do (Idaf), seguirá durante todo o mês de novembro e a vacinação do rebanho é obrigatória.

O diretor-presidente do Idaf, Mário Louzada, reforça a importância de que todos estejam comprometidos com a imunização do rebanho. “Estamos cada vez mais próximos da retirada da vacinação, entretanto, esse avanço também depende de o Espírito Santo registrar altos índices de eficiência vacinal, comprovando que os animais foram devidamente imunizados. Precisamos desse esforço conjunto para que o setor avance ainda mais”, disse.

O gerente de Defesa Sanitária e Inspeção Animal, Raoni Cezana Cipriano, lembra que a emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA) durante a campanha está condicionada à vacinação. “Essa determinação está prevista em normativa federal, já sendo de conhecimento dos produtores do Espírito Santo”, pontuou Cipriano.

O médico-veterinário do Idaf José Dias Porto Júnior, responsável no Instituto pelo Programa Nacional de Vigilância para a Febre Aftosa, informou que está mantida a recomendação para que os produtores priorizem a comprovação da vacinação pela internet, de modo a evitar aglomerações nos escritórios. “O procedimento on-line é simples e acessível, contribuindo com as medidas de distanciamento social”, destacou Porto Júnior.

Vacinação

A expectativa é que sejam vacinados todos os animais envolvidos, que contemplam, aproximadamente, 2,3 milhões de bois e búfalos, distribuídos em cerca de 30 mil propriedades do estado. A vacinação é realizada pelos próprios produtores e as vacinas devem ser adquiridas apenas em lojas agropecuárias cadastradas no Idaf e somente no período da etapa de vacinação.

A comprovação de que o procedimento foi realizado deve ser feita, preferencialmente, pelo Sistema de Integração Agropecuária (Siapec), até o final da etapa, mas também é possível fazer por e-mail ou nos escritórios do Instituto, até o dia 10 de dezembro.

Texto: Francine Castro/Idaf

Últimas notícias

Valor da contribuição mensal do MEI vai aumentar em fevereiro

Os microempreendedores individuais devem ficar atentos ao reajuste na contribuição mensal, que passa ...

Impacto ambiental urbano pode ser maior que do agro

O Brasil teve um ano de destaque no direito ambiental e terá que ...

Produção de café deve atingir 55,7 milhões de sacas na safra de 2022

Os produtores de café deverão colher a terceira maior safra do grão neste ...

Produtores celebram colheita e resultados da primeira safra de Uvas em Guarapari

Sandra Butke, em suas parreiras no início da produção. Para diversos produtores rurais ...

Ceasa-ES orienta produtores sobre armazenamento adequado de alimentos

A ação, que teve início na última quinta-feira (13) e tem previsão de ...