Capixaba é único brasileiro que vai aprender sobre gestão de recurso hídricos em Israel

O engenheiro agrônomo capixaba Helder Ribeiro, que atua como supervisor do programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-ES), foi escolhido como o único representante brasileiro para participar de um curso internacional de destaque no setor agrícola.

Helder, que é natural de Pancas e atualmente mora em Colatina, no Norte do Estado, embarca para Israel, no Oriente Médio, no final do mês de outubro, onde participará do “Gestión Sostenible de Recursos Hídricos para el Desarrollo Agrícola”, um evento internacional que será realizado de 30 de outubro a 16 de novembro.

Anúncio

O curso, que será ministrado em espanhol, é direcionado a profissionais com cargos gerenciais e/ou técnicos, que fazem parte de instituições e organizações do setor público e privado, envolvidos na gestão de recursos hídricos, planejamento e/ou implantação de projetos de irrigação em nível nacional, regional ou municipal. No Espírito Santo, Helder presta atendimentos a produtores de café, cacau e pimenta-do-reino.

Anúncio

O principal objetivo deste programa de formação é proporcionar aos participantes a oportunidade de conhecer de perto a expertise de Israel na gestão dos recursos hídricos voltados para o desenvolvimento da agricultura intensiva sobre irrigação. Além disso, o curso busca criar um ambiente propício para a discussão e análise de projetos inovadores, visando adaptá-los às condições específicas de cada país participante.

Helder compartilhou sua empolgação com a oportunidade única recebida pelo Senar e pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) de aprender com um país referência mundial no desenvolvimento de cultivos irrigados. “Conhecer como cultivar em situações climáticas críticas com a falta de água é como se tivéssemos uma visão futura de algo que em Israel os produtores já vivenciam no presente”, afirma.

Ele também enfatizou a importância de adquirir conhecimentos que possam ser compartilhados com a equipe de trabalho do Senar e, consequentemente, transferidos para os produtores atendidos pelo programa de Assistência Técnica e Gerencial. “Essas tecnologias têm o potencial de melhorar significativamente o desenvolvimento da agricultura no Espírito Santo, ajudando a enfrentar desafios como as secas ocorridas nos anos de 2015 e 2016”, comenta o supervisor.

A superintendente do Senar-ES, Leticia Simões, disse que a participação de Helder é motivo de orgulho. “Sua seleção como o único representante brasileiro é um reconhecimento de sua dedicação e competência na área, além de comprovar o compromisso do Senar-ES em promover o crescimento e a capacitação de nossa equipe. Os conhecimentos que ele irá adquirir durante essa experiência enriquecedora certamente contribuirão para aprimorar nosso programa de Assistência Técnica e Gerencial. Isso nos permitirá oferecer aos produtores rurais do Espírito Santo soluções mais avançadas e sustentáveis, fortalecendo assim o setor agrícola em nosso Estado”, afirmou Leticia.

TEMAS DO CURSO – Políticas e estratégias na gestão integral dos recursos hídricos: uma análise das abordagens políticas e estratégicas que Israel utiliza para otimizar o uso da água na agricultura. Esse é um tópico que será debatido no encontro, e que agregará conhecimento ao capixaba.

Durante o curso também será falado sobre o uso eficiente dos recursos hídricos convencionais e não convencionais: explorando métodos para maximizar a eficiência hídrica na agricultura e coleta e conservação da água: técnicas avançadas de coleta e armazenamento de água.

Outros pontos de debate serão: Qualidade da água para uso agrícola: garantir que a água utilizada seja de alta qualidade, fundamental para a produção de alimentos saudáveis; tratamento e reutilização de efluentes na agricultura: práticas sustentáveis de tratamento de água para reutilização; implementação de sistemas de rega: a adoção de sistemas de irrigação avançados; Tecnologias Aplicadas: o uso de tecnologias de ponta para otimizar a produção agrícola e pesquisa, treinamento e extensão: o papel da pesquisa e da educação na melhoria contínua da agricultura.

Fonte: Asscom/Senar-ES

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Como plantar mais café em espaço reduzido?

O pesquisador do Incaper, Paulo Sérgio Volpi, destacou que o jardim clonal superadensado ...

Parceria estratégica do Sistema OCB busca fortalecer cadeia de lácteos

Foto: Reprodução / Sistema OCB Unidade nacional se reuniu com Conselho dos Exportadores ...

Exportações do agronegócio brasileiro atingem US$ 37,44 bilhões

Em comparação ao mesmo período de 2023, o aumento foi de quase 4,4% ...

Empresas apresentarão novidades na Fruit Attraction Brasil

Para impulsionar o legado da horticultura brasileira e o mercado de frutas e ...

Conab estima redução na safra brasileira de grãos

Foto: Freepik A sétima estimativa da safra de grãos 2023/2024, divulgada pela Companhia ...