Casagrande sanciona projeto que cria a Rota Azul nas montanhas capixabas

O governador Renato Casagrande (PSB) sancionou, na amanhã de hoje (28), no Palácio Anchieta, o Projeto de Lei (PL) 9/2023, de autoria do deputado estadual Fabrício Gandini (Cidadania), que foi aprovado pela Assembleia Legislativa e criou a Rota Azul, um estímulo a mais para desenvolver o turismo nos municípios de Domingos Martins, Venda Nova do Imigrante e Castelo, na Região Serrana do Estado.

Na presença de parte dos 55 empreendedores que formam a Rota Azul, do deputado, de representantes do Montanhas Capixabas Convention & Visitors Bureau e do prefeito de Venda Nova do Imigrante, João Paulo Mineti, o Paulinho Mineti, Casagrande afirmou que é uma alegria sancionar a lei de Gandini, aprovada pelos deputados, mas que, ao reforçar a melhoria da infraestrutura local (com a pavimentação e criação de um portal), haverá aumento da responsabilidade de todos. 

Anúncio

Com a lei em vigor, o Estado ganha uma nova rota de 30,5 quilômetros de extensão, que terá início no quilômetro 72 da rodovia estadual ES-164, em Domingos Martins. Em seguida, passará por Venda Nova do Imigrante e será encerrada no Parque Estadual de Forno Grande, em Castelo.

Anúncio

“Trata-se de uma região muito bonita, com grande potencial a ser explorado. Mas, é fundamental manter a natureza preservada. Se não tivermos isso, a região perde seu charme, sua beleza. Quando você vai numa pousada, num restaurante, não quer ir só naquele local. Quer desfrutar: conhecer uma trilha, uma cachoeira, colher um morango. Nossa região é diferenciada por nossa diversidade de atrativos. Isso é uma dádiva que Deus que nos deu. É preciso preservar”, disse o governador Casagrande.

Para Gandini, trata-se de “um roteiro que convida visitantes, turistas e a população de modo geral a conhecerem o melhor da natureza dos três municípios das montanhas capixabas, que receberam influência das colonizações alemã e italiana e possuem alta frequência de turistas do Brasil e de outros países, com relevante interesse cultural”.

Ele destacou que a Rota Azul nasceu de uma articulação entre os comerciantes e fortalece a relação do poder público com o turismo, permitindo investimentos mais sólidos na região. “A partir da lei, haverá ações voltadas para a estruturação, com a pavimentação de estradas e construção de um portal”, esclareceu o deputado. 

Segundo Gandini, o objetivo é integrar as propriedades rurais, agroindústrias, empreendimentos e as belezas naturais. Para aprovar a lei, ele contou com o apoio dos comerciantes locais, entre eles a empresária Roberta Aguilar, uma das proprietárias do Grupo Khas, que abriu um espaço em 2020 e produz lavandas e cafés especiais.

“Há três anos, criamos um movimento particular de alguns empreendimentos, de forma voluntária. O sonho era tornar a Pedra Azul, Alto Caxixe, Braço do Sul e Forno Grande como importantes destinos turísticos nacionais. Unidos, criamos um grupo com o desejo de fazer acontecer. Agora, este sonho virou realidade”, declarou Roberta, destacando o papel de articulação de Gandini. 

Segundo ela, o deputado Gandini foi fundamental porque desarquivou o projeto e lutou pela sua aprovação. “A atuação dele foi muito célere. Ele veio na inauguração da rota, que também foi muito importante, e já temos o projeto de lei aprovado”, vibrou. 

Com a criação da rota, os empresários da região têm a expectativa que as prefeituras e o governo do Estado façam a pavimentação dos 19 quilômetros que faltam para complementar os 30,5 quilômetros totais que conectam os mais de 50 empreendimentos da rota. Além de contribuir para o turismo, a pavimentação deve auxiliar no escoamento de produtos agrícolas da região.

Segundo a empresária, os empreendimentos da região não enfrentam mais dificuldades em relação à localização porque a rota já se tornou conhecida por muitos turistas. No entanto, um dos problemas é a falta de infraestrutura para atender as demandas do agroturismo e dos moradores.

“Com os frequentes buracos durante as chuvas, os turistas e os trabalhadores não conseguem chegar por conta das estradas. Nós sempre precisamos pedir às prefeituras para fazer as manutenções e com a pavimentação os problemas serão reduzidos drasticamente”, declarou.

MELGAÇO – Além da sanção da Rota Azul, o governador e o deputado também terão agenda com os prefeitos de Domingos Martins, Wanzete Kruger, às 10h30. A pauta principal do encontro é o recapeamento do asfalto da rodovia ES-465, que liga a sede do município ao distrito de Melgaço.

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Capixaba é eleito o melhor criador e expositor na Megaleite 2024 na categoria CCG 1/2 Hol + 1/2 Gir

Encerrada a 19ª edição da Megaleite no último sábado (15), a Associação Brasileira ...

Equipamento promete secagem de cafés especiais em menos de 24 horas

Tecnologia desenvolvida pela Dryeration, foi testada e aprovada por produtores da Alta Mogiana ...

Bahia Farm Show 2024 bate novo recorde de público

A 18ª edição da Bahia Farm Show atinge um novo recorde de público. ...

Praga inexistente no Brasil é identificada em fruta que vinha dos Estados Unidos

Uma carga com 576 quilos de pêssegos importados dos Estados Unidos foi barrada ...

Salmonella gera impacto na avicultura e preocupa produtores

Foto: Envato O impacto das salmoneloses assusta os produtores pela sua contaminação. A ...