Cidade do Espírito Santo é a que teve maior aumento de aquecimento no Brasil em três meses

Foto: Climate Central/Divulgação

Texto: Julio Huber

Anúncio

A população brasileira estará mais uma vez exposta a temperaturas altas nos próximos dias, conforme alerta do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e outros institutos nacionais. E não são apenas os brasileiros que estão enfrentando dias mais quentes que o normal.

Anúncio

Um novo levantamento publicado pela Climate Central, organização americana de monitoramento meteorológico, mostra que os impactos das mudanças climáticas estão cada vez mais aparentes nos termômetros de cidades em todo o mundo. O estudo utiliza a média registrada entre 1991 e 2020 como base comparativa.

Entre dezembro de 2023 e fevereiro de 2024, 80% da população global foi exposta a pelo menos um dia de temperaturas acima da média esperada para o período, segundo o estudo. No Brasil, o valor sobe para 93%, com cerca de 200 milhões de habitantes afetados. A média de aquecimento do país nestes meses foi de 0,71°C.

E os moradores de Vila Velha, no Espírito Santo, foram os que mais sentiram essa diferença de temperatura no Brasil. Segundo apontou o estudo da Climate Central, dentre as 678 cidades dos 175 países analisados, 15 são brasileiras. Vila Velha registrou aumento médio de 1,15 ºC nos últimos três meses, seguida por Goiânia (GO) e Campinas (SP), com aumentos de 0,99 °C e 0,93 °C, respectivamente.

A cidade capixaba ocupa a posição 183 na lista das cidades pesquisadas dos 175 países. O mês que teve a maior variação positiva na temperatura em Vila Velha, comparado com dados históricos, foi fevereiro, com aumento de 1,54 ºC.

De acordo com os pesquisadores, o El Niño em atividade já prevê um aumento na temperatura global, porém, como o estudo se baseia nos dados dos últimos 30 anos para estabelecer uma base comparativa, as variabilidades dos ciclos El Niño-La Niña são consideradas. Os cientistas relatam que a temperatura média em 2023 foi 1,5 graus Celsius mais quente do que os primeiros níveis industriais (1850-1900). Veja no final deste texto a lista das cidades brasileiras com maior aquecimento no período pesquisado.

Alerta de temporais e calor intenso em cidades brasileiras

A nova onda de calor que começou a influenciar o Brasil esta semana vai se prolongar até o fim do verão. O outono começa oficialmente no dia de 20 de março, às 00h06, e se estende até às 17h51 do dia 20 de junho.

Nos próximos dias, o calor vai se intensificar principalmente no Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país. O Inmet divulgou, nesta quinta-feira (14), um alerta vermelho (Grande Perigo) para parte do país. O alerta abrange boa parte de Mato Grosso do Sul, o interior de São Paulo, parte do Paraná, o interior de Santa Catarina e o norte do Rio Grande do Sul.

Entretanto, outros alertas de calor e de chuvas também estão em validade pelo Inmet. Até as 18h do próximo domingo (17), o Rio de Janeiro, parte do Espírito Santo, de Minas Gerais, de São Paulo, de Goiânia e do Mato Grosso do Sul estão com alerta de Perigo Potencial.

As áreas centrais, parte do Nordeste e Norte do país possuem alertas de chuvas intensas para os próximos dias. Já no Rio Grande do Sul, o alerta é para tempestades. E segundo a Climatempo, continua valendo a possibilidade de recorde histórico de calor para março na cidade de São Paulo. A onda de calor que se instalou sobre o centro-sul do Brasil no começo desta semana continua ativa e vai fazer o calor aumentar no estado de São Paulo.

ONDAS DE CALOR – De acordo com a Climatempo, ondas de calor são geradas por bloqueios atmosféricos causados por grandes sistemas de alta pressão atmosférica. Atualmente, o centro do sistema de alta pressão atmosférica está muito forte entre o Paraná, Paraguai e o Mato Grosso do Sul e gera a onda de calor que já eleva as temperaturas especialmente no centro, oeste e sul de Mato Grosso do Sul e na parte oeste dos estados da região Sul.

Temperaturas de 37°C a 40°C já estão ocorrendo e ainda devem ser observadas até o fim da semana nestas áreas, que são bastante elevadas para os padrões normais do mês de março. Em outras áreas do Sul, de São Paulo e de Mato Grosso do Sul temperaturas de 33°C a 36°C serão frequentes.

Imagem: Climatempo

O forte centro de alta pressão atmosférica que está sobre o Sul do Brasil vai se mover gradualmente em direção a São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. No fim de semana e no começo da próxima semana, nos últimos dias do verão 2024, este centro de alta pressão ficará sobre a região Sudeste.

O “segundo tempo” desta terceira onda de calor de 2024 está sendo previsto pela Climatempo entre 16 e 20 de março. Com a migração do centro de alta pressão para o Sudeste, as áreas de calor mais intenso ficarão especialmente no Sudeste e Centro-Oeste, enquanto a Região Sul volta a ter pancadas de chuva. Mesmo assim, o calor ainda será intenso no Sul do Brasil.

Embora a literatura não seja uniforme em relação à definição, a Organização Meteorológica Mundial considera uma onda de calor quando as temperaturas permanecem 5 °C acima da média e durante pelo menos 5 dias consecutivos. Ondas de calor são geradas por bloqueios atmosféricos causados por grandes sistemas de alta pressão atmosférica.

Veja as 15 cidades que tiveram maiores aumentos de aquecimento

  • Vila Velha (ES); 1,15°C
  • Goiânia (GO); 0,99°C
  • Campinas (SP); 0,93°C
  • Recife (PE); 0,90°C
  • Salvador (BA); 0,84°C
  • Maceió (AL); 0,77°C
  • Manaus (AM); 0,70°C
  • Belém (PA); 0,63°C
  • Curitiba (PR); 0,6°C
  • Brasília (DF); 0,59°C
  • Guarulhos (SP); 0,56°C
  • São Paulo (SP); 0,54°C
  • Rio de Janeiro (RJ); 0,47°C
  • Porto Alegre (RS); 0,46°C
  • São Gonçalo (RJ); 0,17°C

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Capixaba é eleito o melhor criador e expositor na Megaleite 2024 na categoria CCG 1/2 Hol + 1/2 Gir

Encerrada a 19ª edição da Megaleite no último sábado (15), a Associação Brasileira ...

Equipamento promete secagem de cafés especiais em menos de 24 horas

Tecnologia desenvolvida pela Dryeration, foi testada e aprovada por produtores da Alta Mogiana ...

Bahia Farm Show 2024 bate novo recorde de público

A 18ª edição da Bahia Farm Show atinge um novo recorde de público. ...

Praga inexistente no Brasil é identificada em fruta que vinha dos Estados Unidos

Uma carga com 576 quilos de pêssegos importados dos Estados Unidos foi barrada ...

Salmonella gera impacto na avicultura e preocupa produtores

Foto: Envato O impacto das salmoneloses assusta os produtores pela sua contaminação. A ...