Clima em setembro preocupa produtores de tomate estaqueado

O plantio do tomate estaqueado, ou tomate de mesa, já foi realizado nas principais áreas produtoras do fruto, que englobam as regiões Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste do Brasil. No entanto, o tempo excessivamente quente e seco nessas localidades têm preocupado os agricultores, já que o tomateiro possui necessidade crescente de água durante todo o período de desenvolvimento.

Além da falta de chuva, as altas temperaturas também chamaram a atenção nessas regiões durante o mês de agosto, o que também é prejudicial para o tomate em fase de germinação. Por outro lado, durante o desenvolvimento e produção, o tomateiro suporta ampla variação de temperatura, entre 10ºC e 34ºC.

Durante todo o mês de setembro, os produtores devem se preparar novamente para dias muito quentes e secos. Segundo análises dos meteorologistas da Climatempo, a maioria das áreas do Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste continuará sob predomínio de uma grande e forte massa de ar seco nas próximas semanas, com expectativa de chuva abaixo da média climatológica. Apenas a partir do dia 20 é que algumas pancadas devem voltar a ocorrer de forma muito irregular sobre os estados de Mato Grosso do Sul, Goiás, São Paulo e Minas Gerais.

Com o excesso de calor e baixos índices de umidade, a situação continua bastante preocupante também com relação às queimadas, que têm castigado várias áreas produtoras do país. No Centro-Oeste, uma das regiões que mais registrou focos de incêndio em agosto, a expectativa é de que as primeiras pancadas de chuva atrasem em setembro, e só comecem a ocorrer com maior regularidade no mês de outubro. Por isso, é altamente recomendável que os produtores apostem em irrigação automática para mitigar os efeitos do clima sobre os tomateiros.

Além dos fatores ligados ao tempo, o cultivo do tomate por estaqueamento também requer cuidados especiais para evitar problemas relacionado a pragas e doenças, além da parte nutricional. O fortalecimento fisiológico, por exemplo, é de extrema importância para o fruto, que é suscetível às condições adversas do próprio tomate e do ambiente.

Fonte: Climatempo

Últimas notícias

Mais de 50 soluções tecnológicas disponíveis para o agro em 2021

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio ...

Autorizada exportação de ovos in natura para Argentina e Chile

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) celebrou a dupla autorização de exportações ...

Clima impacta produção da safra verão/21 e especialista aponta como se proteger de mudanças climáticas

A irregularidade das precipitações nos meses de outubro e novembro marcou o início ...

Brasil exporta 11 milhões de sacas de café no primeiro trimestre de 2021

Volume embarcado apresenta evolução de 10,4% no ano civil e aponta para quebra ...

Exportação de solúvel cresce 9,2% na comparação com março de 2020

De acordo com levantamento mensal realizado pela Associação Brasileira da Indústria de Café ...