Conab pesquisa produtividade da soja em trabalho inédito com instituições parceiras

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) inicia, neste mês, uma operação de campo para visitar mais de mil lavouras de soja no Rio Grande do Sul, no Paraná, em Santa Catarina e em Mato Grosso do Sul. O trabalho acontece em parceria com instituições do setor dos quatro estados envolvidos. O objetivo é realizar um levantamento da produtividade da oleaginosa de forma objetiva em locais selecionados aleatoriamente.

“É a primeira vez que selecionamos lavouras de grãos por meio de sorteio aleatório”, explica o diretor de Política Agrícola e Informações da Conab, Sergio De Zen. “Este é um trabalho a mais que a Companhia realiza, além dos levantamentos mensais da safra, e representa uma evolução em nossa metodologia, alinhada com padrões internacionais”.

Anúncio

Iniciado no dia 1º de fevereiro, no Paraná o trabalho de campo é executado pelo Departamento de Economia Rural (Deral-PR) e o Instituto de Desenvolvimento Rural (IDR-Paraná). O diretor do Deral, Salatiel Turra, destacou que a parceria com a Conab garante mais segurança ao trabalho subjetivo de levantamento de estimativa de safra feito pelo departamento no estado. “O trabalho com a Conab, que nos possibilita um levantamento objetivo da cultura de soja, é muito bem-vindo, principalmente nesse momento, quando o estado paranaense tem passado por situações climáticas adversas, que impactam nessa cultura”, afirmou.

Anúncio

Já em Mato Grosso do Sul, as atividades ocorrem com a colaboração da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja) e a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado (Famasul). Em Santa Catarina, a parceria é realizada com a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Epagri), enquanto que no Rio Grande do Sul o apoio é da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul).

“Após o trabalho de campo, os dados serão tratados e analisados pela equipe de estatísticos da Conab”, afirma a superintendente de Informações da Agropecuária da Companhia, Candice Romero Santos. 

Atualmente, a Conab avalia as condições das lavouras de soja nos quatro estados que apresentaram quebra de safra. A expectativa da estatal é que o trabalho seja incluído nos principais estados produtores da oleaginosa. “Quanto mais instituições participarem do estudo, maior o número de dados coletados e, consequentemente, melhor o resultado”, reforça o diretor da Conab.

“Por isso, esperamos que outras instituições agrícolas que também possuam equipes de campo nesses estados possam inserir-se nesta pesquisa. Ao longo do trabalho de campo vamos receber novos membros e montaremos toda a logística a partir dessas parcerias. Uma das metas é justamente estruturar o projeto para incluí-lo nas ações rotineiras da Companhia”, pondera De Zen.

Fonte: Conab

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Consumo de café solúvel cresce 5,3% no trimestre

Setor vem em expansão desde 2016; avanço reflete investimentos em qualidade, diversidade, formação ...

ES+Café irá promover imersão no universo da cafeicultura capixaba

A Feira ES+Café irá promover uma verdadeira imersão no universo da cafeicultura capixaba ...

Projeto entrega novas barracas a feirantes de Vitória

Foto: Marcos Salles Entrega das novas barracas das Feiras Livre Os feirantes que ...

Como plantar mais café em espaço reduzido?

O pesquisador do Incaper, Paulo Sérgio Volpi, destacou que o jardim clonal superadensado ...

Parceria estratégica do Sistema OCB busca fortalecer cadeia de lácteos

Foto: Reprodução / Sistema OCB Unidade nacional se reuniu com Conselho dos Exportadores ...