Controle da broca-do-café é tema de dia do campo na próxima quarta-feira (11) em Marechal Floriano

Fotos: César Khroling/Divulgação

Kássio Barreiros Paiva

Anúncio

Produtores rurais da Região Serrana do Estado terão a oportunidade de aprimorar seus conhecimentos sobre como monitorar e controlar a broca-do-café. Na próxima quarta-feira (11), cafeicultores da região poderão receber mais instruções de como proteger as suas plantações de café arábica, no dia do campo com o tema: “Monitoramento e controle da broca-do-café”.

Anúncio

A programação irá começar às 7h30 e segue até 11h30, e será realizada na Igreja de Santo Antônio, que fica no km 8 da rodovia ES-146, em Santa Maria, Marechal Floriano. Estão programadas três palestras durante a manhã, sendo uma delas ministrada pelo engenheiro agrônomo Cesar Abel Khroling, que é pesquisador e extensionista do Instituto Capixaba de Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e doutor em ecologia e ecossistemas.

Segundo ele, anualmente as plantações de café sofrem com a broca-do-café, nome popular de um besouro, cuja larva se alimenta dos grãos de café, em vários estágios de crescimento do cafeeiro, desde o grão verde, passando pelo maduro ao seco.

As armadilhas para captura do inseto são instaladas no meio da lavoura de café

Para evitar a proliferação, e para evitar prejuízos, os produtores rurais utilizam vários tipos de controles: químico, cultural e biológico. De acordo César Krohling, nos dois últimos anos o clima favoreceu para o aumento dessa praga. “Tivemos temperaturas elevadas, poucas chuvas no período de março a outubro de 2022, e isso está repercutindo na safra desse ano, com prejuízos significativos aos produtores rurais. Alguns cafeicultores chegaram a ter até 100% dos frutos com ataque da broca”, relata.

O engenheiro agrônomo irá falar aos participantes do dia de campo sobre os resultados de pesquisa de controle da broca na região. “O intuito desse dia de campo é de orientar os produtores sobre o que fazer, como monitorar a praga, saber como está o ataque na plantação e também ensiná-los a como instalar armadilhas nas lavouras. Faremos demonstração das pesquisas, resultantes das aplicações de produtos químicos e biológicos”, informou.

O doutor-entomologista Mauricio José Fornazier, que é engenheiro agrônomo e membro da Comissão Estadual da Produção Integrada Agropecuária (PIBrasil), falará sobre: “Monitoramento e métodos de controle da broca”. O controle biológico da broca-do-café será tema de uma palestra conduzida por especialistas de empresas convidadas.

O evento tem a realização do Incaper, da Secretaria Estadual de Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (SEAG), apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo (Fapes) e de empresas do ramo agrícola. As inscrições podem ser feitas diretamente no local do evento.

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Campeonato Brasileiro de Blends de Café será realizado no São Paulo Coffee Festival

Foto: Freepik A Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC) realizará a etapa ...

Equipes coletam dados para nova pesquisa da Conab da safra brasileira de grãos

Foto: iStock Farmer handful of harvested corn kernels from the heap loaded into ...

Comidas típicas da festa junina contam com 36% de impostos no preço final

Foto: Julio Huber A chegada das festas juninas costuma ser motivo de alegria ...

Capixaba é eleito o melhor criador e expositor na Megaleite 2024 na categoria CCG 1/2 Hol + 1/2 Gir

Encerrada a 19ª edição da Megaleite no último sábado (15), a Associação Brasileira ...

Equipamento promete secagem de cafés especiais em menos de 24 horas

Tecnologia desenvolvida pela Dryeration, foi testada e aprovada por produtores da Alta Mogiana ...