Coocafé lança novo programa de relacionamento e suporte técnico para cafeicultores

Uma maior aproximação com os produtores associados em todo o ciclo produtivo do café, fortalecendo o cooperativismo. É com esse propósito que a Cooperativa dos Cafeicultores da Região de Lajinha lançou um novo programa de relacionamento e assistência técnica: Conexão Coocafé – da florada ao armazém.

Na programação de lançamento, foram quatro dias de encontros com produtores e familiares deles, no auditório da cooperativa no Córrego do Areado, em Lajinha (MG). “As tecnologias mudaram e o conhecimento se torna ainda mais valioso. É muito importante trabalharmos em conjunto com o produtor – da florada ao armazém – para avançarmos em qualidade, produtividade e na sustentabilidade da nossa cafeicultura de montanha”, explicou o superintendente técnico-comercial da Coocafé, Waldir Francese.

Anúncio

O novo formato de suporte aos cooperados nas regiões das Matas de Minas, Montanhas do Espírito Santos e parte do Norte do Rio de Janeiro, conta com a participação de fornecedores e parceiros estratégicos. Nesse primeiro momento do programa, a cooperativa fez parcerias com a Alltech Crop Science, ICL, Café Brasil Fertilizantes e Vittia, proporcionando um ambiente de aprendizagem e de conexões.

Anúncio

Os produtores que participaram puderam saber mais sobre o desenvolvimento de pesquisas no agro, inovações e linhas de produtos que podem fortalecer os cuidados com as lavouras em todo ciclo fenológico da cafeicultura, garantindo produtividade e lucro. Teve também orientações em relação ao combate de doenças e controle de pragas, como por exemplo, a broca-do-café, que tem dado mais trabalho neste fim de ano na região.

O produtor Efigênio Romualdo Neto, que mora em Lajinha, foi um dos que aprovaram a ideia de avançar em conhecimento. “Gostei muito das explicações e novidades que passaram para gente. Então, eu fiquei muito satisfeito”, enfatizou o cafeicultor.

O diretor-presidente da Coocafé, Fernando Romeiro de Cerqueira, acompanhou o lançamento do Conexão Coocafé. “Por algum tempo pode até parecer que ficar sozinho é bom. Mas, chega uma hora que a gente percebe que não. Juntos, nós podemos construir mais. É isso que o cooperativismo trabalha, todos juntos e ganhando: produtor, famílias e comunidade. A cooperativa é uma casa de negócios, mas também é uma casa de desenvolvimento”, destacou Cerqueira.

A Coocafé conta com cerca de 100 técnicos para dar assistência aos cooperados e suas famílias. O suporte técnico começa na lavoura e segue até o envio de café dos cooperados para os armazéns da cooperativa em Lajinha e em Irupi (ES), e posteriormente, na negociação das sacas nos mercados interno e externo. O atendimento é personalizado, seguindo as prioridades de cada produtor, e oferece a segurança que ele precisa para gerir os negócios com mais eficiência em todas as etapas.

Fonte: Coocafé

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Consumo de café solúvel cresce 5,3% no trimestre

Setor vem em expansão desde 2016; avanço reflete investimentos em qualidade, diversidade, formação ...

ES+Café irá promover imersão no universo da cafeicultura capixaba

A Feira ES+Café irá promover uma verdadeira imersão no universo da cafeicultura capixaba ...

Projeto entrega novas barracas a feirantes de Vitória

Foto: Marcos Salles Entrega das novas barracas das Feiras Livre Os feirantes que ...

Como plantar mais café em espaço reduzido?

O pesquisador do Incaper, Paulo Sérgio Volpi, destacou que o jardim clonal superadensado ...

Parceria estratégica do Sistema OCB busca fortalecer cadeia de lácteos

Foto: Reprodução / Sistema OCB Unidade nacional se reuniu com Conselho dos Exportadores ...