Cooperativa ajuda na recuperação da produtividade de canaviais afetados por geada

As geadas que ocorreram nos meses de junho e julho atingiram áreas produtoras de cana-de-açúcar em diversos estados, deixaram os canavicultores em estado de alerta e agora, os efeitos das ondas de frio nos canaviais começaram a aparecer.

Segundo a engenheira agrônoma Fabiana Fernandes, especialista em cana-de-açúcar da Coopercitrus, os principais danos identificados nos canaviais da área de atuação da cooperativa, em São Paulo e Minas Gerais, são perdas das brotações das soqueiras e canas-plantas, que irão refletir em um atraso no desenvolvimento da lavoura, resultando em quebra de produtividade.

“Além da seca intensa que a cana já estava sentindo, vieram as geadas e, com isso, as plantas perderam desenvolvimento”, comenta a especialista. “Já os canaviais adultos que não puderam ser colhidos dentro do curto espaço de tempo, tiveram quebras de ATR (açúcar total recuperável) e TCH (toneladas de cana por hectare)”, complementa Fabiana.

Ciente da importância do manejo adequado para recuperar a produtividade dos canaviais pós-geada, a Coopercitrus está capacitando sua equipe técnica e comercial para prestar suporte e orientar os produtores sobre as melhores práticas, indicando os tratamentos mais adequados para cada situação.

“Além do time de especialistas que visitam as áreas afetadas, estamos capacitando nossos consultores técnicos comerciais para ajudar os cooperados a recuperar o canavial do estresse e evitar a perda na longevidade”, comenta o gerente agronômico da Coopercitrus, André Rossi.

Os produtores rurais que tiveram seus canaviais afetados pelas geadas podem entrar em contato com a Coopercitrus mais próxima e contar com suporte dos consultores técnicos comerciais para auxiliá-los nesse momento.

Outros treinamentos técnicos estão previstos para o time da cooperativa, com objetivo de prestar o melhor atendimento ao cooperado e contribuir com o aumento da produtividade no campo. Entre os temas das capacitações estão desde as ações sobre eventos climáticos como geadas, seca, e o manejo comumente aplicado ao cultivo em geral, passando pela escolha da semente, atualizações de tecnologias de fertilizantes e defensivos, buscando sempre a melhor rentabilidade do nosso cooperado.

Fonte: Coopercitrus

Últimas notícias

Incaper lança revista sobre Indicações Geográficas e Certificação na Agropecuária Capixaba

O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) lançou a ...

Açúcar: demanda fraca pressiona cotação do cristal

Os preços do açúcar cristal recuaram no mercado paulista, enquanto as negociações estiveram ...

Brasil bate recorde histórico em exportação de frutas em 2021

A demanda internacional aquecida, o clima favorável para a produtividade, a qualidade dos ...

Café solúvel quebra de recordes em 2021 e exporta para 98 países

Em mais um ano marcado pelo agravamento da pandemia mundial da Covid-19, que ...

Produtores rurais afetados pela alta temperatura e estiagem recebem orientação em SP

A Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (FAESP) está ...