Coops brasileiras visitam Israel para conhecer soluções de mobilidade

Tecnologias de ponta, conexões com startups e logística compuseram pauta da comitiva

O sucesso em inovações no seguimento do transporte em Israel foi o mote da missão internacional organizada pelo Sistema OCB e que contou com uma comitiva de 25 dirigentes de coops do Ramo Transporte. Nove estados brasileiros participaram das agendas, que aconteceram entre os dias 6 e 10 de novembro, para conhecer com profundidade as soluções de mobilidade inteligente, utilização de novas ferramentas tecnológicas para a organização da cadeia logística do transporte de passageiros e cargas.

Em Israel, a comitiva fez reunião de alinhamento no escritório da Apex-Brasil, em Jerusalém, para conhecer as oportunidades de investimento e financiamento para o setor na temática de novas tecnologias. Os cooperativistas brasileiros visitaram a sede do Ministério de Transportes do país, em Tel Aviv, e conheceram a parceria público-privada Smart Mobility, que é liderada pelo Ministério. A atuação governo israelense está baseada em implementar soluções inteligentes e colocar o país como referência no segmento de transportes. Segundo relatado na visita, Israel está se preparando para viabilizar o tráfego de carros autônomos nos próximos anos.

Anúncio

Israel é considerado o terceiro maior ecossistema de startups do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos e do Reino Unido. Por isso, a pequena nação do Oriente Médio, com uma população de apenas 10 milhões de pessoas, e o território menor que o do estado de Sergipe é considerada Nação Startup por ter este destaque internacional no estímulo à inovação. O grupo também se reuniu com a startup Mobileye, que é a maior empresa de sistema de sensores para automação de veículos do planeta

Anúncio

“Essa empresa tem tecnologia de câmeras nos carros que, por exemplo, detectam risco de colisão e aciona os freios evitando a batida. A delegação foi recebida na sede da empresa, em Jerusalém, com apresentação das tecnologias que poderiam ser levadas tanto para frotas de táxis, vans, transporte escolar, como de caminhões das cooperativas”, contou o Gerente do Núcleo de Informações e Mercados do Sistema OCB, Robson Silva.

O grupo conheceu ainda a startup Nacional Central, que é uma organização da sociedade civil, que congrega as cooperativas israelenses. A delegação também teve a oportunidade de se reunir com a EcoMotion, aceleradora que reúne startups voltadas para o setor de transportes no país. Os israelenses apresentaram quatro startups alinhadas com os objetivos da missão brasileira, que tiveram a oportunidade de conhecer projetos de tecnologias de ponta e automatização de frota. O grupo foi recebido por executivos da Enigmatos, Make My Day, Imagry e RoadSense, empresas e startups de destaque no setor da inovação em transporte em todo o mundo.

TRAFÉGO AÉREO – A comitiva teve a oportunidade de conhecer a Iniciativa de Mobilidade Aérea Urbana de Israel (Naama), que tem, entre suas metas, estabelecer rotas nacionais para drones transportarem cargas leves. Em outro aspecto, o país quer incentivar a opção por veículos elétricos para a população. O coordenador de monitoramento do Sescoop/PR, João Gogola Neto, observou que a criação de plataformas que possibilitme a operação de empresas do segmento em termos de infraestrutura e regulamentação foram outras reflexões da missão.

Outro programa apresentado aos brasileiros foi o Mazor Mishamayim (Alívio do Céu), ainda em fase piloto e que foi criado para enfrentar os desafios da crise sanitária provocada pela Covid-19. A iniciativa ajudou o Ministério da Saúde do país, bem como hospitais, farmácias e laboratórios no transporte de medicamentos e equipamentos. Desta forma, criaram uma rede nacional de transportes destes insumos.

PASSAGEIROS – A comitiva visitou o Egged Group, na cidade de Holon. A empresa, que já atuou como cooperativa e está em atividade há 90 anos, é considerada uma das maiores no ramo de transporte público do mundo. Nos últimos anos, ela ampliou suas atividades tanto em transporte público, como nas áreas de interface. Foi responsável pela construção e operação da Linha Vermelha para o sistema de transporte público e atua também em pesquisa, desenvolvimento e estabelecimento de redes de trânsito inteligentes, além de soluções de passeio sob demanda.

A empresa opera dentro e ao redor de Israel, presta serviço de manutenção, distribuição e produção para a indústria automotiva. Seus serviços são ofertados também na Europa e opera ainda no setor de turismo. A Egged é responsável por 30% do mercado, emprega nove mil pessoas em Israel e em outros países, além de faturar anualmente mais de U$ 1 bilhão com seus quatro mil ônibus de transporte coletivo.

KIBUTZ – Na cultura judaica há um movimento que significa proximidade e se chama Kibutz. O modelo surgiu em 1910 para aglutinar judeus em comunidades que cooperavam entre si. Desta forma, toda produção e geração de renda era feita em modelo cooperativista, especialmente na produção agrícola.

No contexto da missão de estudos, a comitiva brasileira visitou dois Kibutz e foi recebida pelo vice-Ministro da Economia de Israel, Yair Golan. Eles puderam dialogar sobre os desafios na elaboração de políticas públicas para as cooperativas no país. Na oportunidade, os dirigentes brasileiros participaram de curso voltado para liderança e fomento à inovação.

Já em visita ao Porto de Haifa, maior terminal portuário de cargas de Israel, e um dos maiores do Oriente Médio, os dirigentes conversaram sobre oportunidades de complementação de frete, ou seja, como inserir as coops brasileiras nesta logística internacional entre os dois países ou de empresas israelenses que atuam no Brasil.

CAPACITAÇÃO – O Sistema OCB promoveu, como parte da programação da missão de estudos, um workshop com uma das principais instrutoras e palestrantes israelenses sobre inovação no setor de transportes, Marina Smolyanov. Os delegados puderam discutir o papel do cooperativismo brasileiro no fomento à inovação no setor de transporte de passageiros e de carga em nosso país.

Fonte: OCB/ES

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Como plantar mais café em espaço reduzido?

O pesquisador do Incaper, Paulo Sérgio Volpi, destacou que o jardim clonal superadensado ...

Parceria estratégica do Sistema OCB busca fortalecer cadeia de lácteos

Foto: Reprodução / Sistema OCB Unidade nacional se reuniu com Conselho dos Exportadores ...

Exportações do agronegócio brasileiro atingem US$ 37,44 bilhões

Em comparação ao mesmo período de 2023, o aumento foi de quase 4,4% ...

Empresas apresentarão novidades na Fruit Attraction Brasil

Para impulsionar o legado da horticultura brasileira e o mercado de frutas e ...

Conab estima redução na safra brasileira de grãos

Foto: Freepik A sétima estimativa da safra de grãos 2023/2024, divulgada pela Companhia ...