Daniel Vaz, do Rio de Janeiro, é o novo campeão brasileiro de barista

Daniel Vaz, profissional da Five Roasters, do Rio de Janeiro (RJ), é o novo campeão brasileiro de barista e representará o país no campeonato mundial da categoria, que ocorrerá, entre 1º e 4 de maio de 2024, na World of Coffee Busan, na Coreia do Sul. O novo campeão foi quem demonstrou maior habilidade e conhecimento no preparo e na apresentação de cafés espressos, bebidas com leite vaporizado e originais de assinatura, critérios que são analisados na competição realizada pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil).

“A ficha ainda não caiu. Nem nos meus maiores sonhos achei que chegaria aqui. Em menos de um mês, fui vice-campeão no Campeonato Brasileiro de Brewers Cup e campeão do Brasileiro de Barista. Durante toda minha vida aprendi que esforço supera talento e que não existe sorte, mas sim esforço. Eu me entreguei de corpo e alma para o café, com toda minha intensidade, mas eu não cheguei aqui sozinho. Se hoje sou um barista competidor é porque um campeão me deu uma oportunidade e me motivou, mostrou o caminho e acreditou em mim. Eu não tenho palavras para tanta gratidão ao Emerson Nascimento (bicampeão brasileiro de Coffee in Good Spirits, também da Five Roasters). Esse título é nosso”, exclamou Vaz em post nas redes sociais.

O diretor executivo da BSCA, Vinicius Estrela, destaca que a entidade vem realizando ações, ano a ano, que visam manter o elevado nível das competições nacionais de barismo e capacitar os profissionais da área. “Os campeonatos são emblemáticos porque é quando elegemos o embaixador do nosso café especial, o barista que coloca ‘time Brasil’ no peito para disputar um título mundial. Estamos em uma sequência de resultados positivos, queremos manter o nível dos campeonatos e implementar mudanças para que tenhamos, sempre, baristas mais qualificados, juízes mais qualificados e eventos que possam deixar o Brasil na posição de destaque que merece, que é nas primeiras colocações nos mundiais”, comenta.

Uma das novidades apresentadas na competição deste ano foi a premiação em dinheiro aos três primeiros colocados. “A gente sabe o protagonismo que o Brasil teve nos últimos mundiais e, mais do que qualquer outra coisa, queremos reverenciar e valorizar esses baristas. Nosso objetivo é ajudar para que se preparem para vencer lá longe e levem o Brasil novamente ao pódio no mundial”, diz Taissara Martins, head de ESG para Cafés e Bebidas da Nestlé Brasil, empresa detentora da Nescafé, patrocinadora diamante do Campeonato Brasileiro de Barista.

O campeão Daniel Vaz recebeu R$ 10 mil pelo título. O segundo lugar da competição, que ficou com Marcondes Trindade, da Acorde 27 – Cafés Especiais, de Brasília (DF), recebeu R$ 3 mil e a terceira colocada, a barista Juliana Morgado, da Studio Grão Coffee Roasters, também da capital federal, teve como prêmio R$ 2 mil.

O Campeonato Brasileiro de Barista foi realizado de 8 a 10 novembro, em Belo Horizonte (MG), dentro da programação da Semana Internacional do Café – SIC 2023, anfitriã do evento. A competição contou com os patrocínios diamante da Nescafé, e bronze da Expocacer. O equipamento oficial foi fornecido pela Grancoffee e a água oficial foi a Lindoya Verão. O evento também teve apoio da Achega Café e a Revista Espresso como mídia especializada.

Fonte: BSCA

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Fendt lança combo com trator versátil e versões menores de plantadeira dobrável

Fotos: Divulgação Novidade reúne versatilidade, eficiência operacional e alta precisão A Fendt é ...

Agricultores de Ecoporanga se regularizam para venda direta de produtos orgânicos

Um grupo de agricultores familiares do município de Ecoporanga foi contemplado com a ...

Capacitação para operação de secagem e armazenamento de grãos preza pela segurança dos trabalhadores no Oeste baiano

No Oeste da Bahia, região essencialmente agrícola, a crescente necessidade de instalação de ...

Exportação de gengibre mais que dobra em janeiro de 2024

O valor exportado com o gengibre capixaba no primeiro mês deste ano foi ...

Mecanização é o caminho para a produtividade na silvicultura

A mecanização veio trazer novos ventos de prosperidade para a silvicultura. Nos últimos ...