Decretada quarentena de 14 dias, a partir de quinta-feira (18), em todo o Espírito Santo

Julio Huber

Apontada como única forma de tentar frear o aumento dos casos de Covid-19, o governo do Espírito Santo, após conversas com lideranças de diversos setores públicos e privados, anunciou medidas restritivas para tentar conter o avanço da doença. De acordo com dados atualizados às 11h50 de hoje (16), no Painel Covid-19, do governo estadual, 91,05% dos leitos de UTI disponíveis para pacientes com a doença, já estavam ocupados.

Diante desse cenário de crescimento dos casos, foi anunciada uma quarentena de 14 dias, a partir da próxima quinta-feira (18), para todo o Espírito Santo. O anúncio foi feito pelo governador Renato Casagrande, por meio de uma coletiva de imprensa transmitida de forma on-line por meio de redes sociais, na tarde de hoje.

O “Pacto pela Vida”, como foi intitulado pelo governador, foi projetado pelo governo estadual, juntamente com a Assembleia Legislativa, Ministério Público, Tribunal de Contas, Tribunal de Justiça e Defensoria Pública.

“Esse é o pior momento da pandemia, desde o início, dado ao aumento do número de casos no Brasil. No Espírito Santo conseguimos segurar um pouco mais, mas há um aumento do número de internações e de contágio. A demora na chegada das vacinas é um dos fatores que fez com que chegamos a esse ponto, junto com a falta de uma coordenação nacional no combate à pandemia; das novas variantes da doença, mais agressivas; e com o negacionismo, já que muitas pessoas negam a gravidade da doença, fez com que chegamos a esse ponto”, afirmou o governador.

De acordo com o governador, o Espírito Santo foi o Estado que mais abriu leitos de UTI, proporcional ao número de habitantes, em todo o Brasil, desde o início da pandemia. “Infelizmente chegamos hoje a 91% de ocupação dos leitos de UTI. Essa é a primeira vez que passamos de 90% e atingimos o risco extremo”, disse Casagrande.

O governador ainda enfatizou que há falta de profissionais para atuar nas UTIs. “Queremos atender a todos os capixabas com dignidade. Leitos não salvam vidas, mas dá dignidade ao atendimento. É uma decisão difícil, mas temos que ter medidas mais restritivas e necessárias”, afirmou.

RESTRIÇÕES – O governador Renato Casagrande destacou que não se trata de um lockdown, pois não haverá restrição de mobilidade das pessoas. “Precisamos contar com o apoio de todos os capixabas para podermos conter o avanço da doença”, alertou.

O coronel Cerqueira, do Corpo de Bombeiros, explicou como vai funcionar a quarentena de 14 dias, que começa na próxima quinta-feira (18) e vai até o dia 31 de março. O coronel explicou que as medidas estão sendo tomadas após o Estado atingir o nível e risco extremo.

Durante os 14 dias da quarentena, haverá suspensão de classificação de riscos de cada município, pois todos os 78 municípios terão as mesmas medidas restritivas. Outras informações e todas as regras restritivas serão publicadas ainda hoje, após o termino da coletiva de imprensa.

Últimas notícias

Definidas condições para liberação de linha de crédito para cafeicultores atingidos por geadas

O Voto será submetido ao Conselho Monetário Nacional, para em seguida disponibilizar essa ...

Congresso das Mulheres do Agronegócio terá debate sobre “Bioeconomia” e a relação entre o progresso econômico e o meio-ambiente

Mesa-redonda reunirá representantes de diferentes elos da cadeia produtiva para discutir os melhores ...

Exportações do agronegócio batem recorde para setembro, com US$ 10,1 bilhões

O complexo soja e as carnes foram destaques nas exportações do mês, registrando ...

Lançadas as primeiras variedades de batata coloridas do Brasil

Chegam ao mercado nacional as primeiras variedades de batata coloridas desenvolvidas no Brasil ...

Cooperativa lança plataforma com o maior acervo digital do agro

A Cooperativa de Produtores Rurais (Coopercitrus) coloca no ar hoje (15), a maior ...