Deputados estaduais do Espírito Santo vão debater crimes no campo

A “Defesa do Combate aos Crimes em Áreas Rurais do Espírito Santo” é o tema da mais nova Frente Parlamentar da Assembleia Legislativa (Ales). O ato da Mesa Diretora 52/2021 autorizando a formação do colegiado foi publicado no Diário do Poder Legislativo (DPL) da última semana.

O requerimento para criação do grupo parlamentar partiu do deputado Capitão Assumção (Patri). “A segurança dos moradores e trabalhadores das zonas rurais precisa ser estudada e debatida com mais afinco por esta Casa de Leis a fim de avaliar as particularidades de cada região e enfrentar a atividade criminosa”, ressaltou na justificativa do documento.

Dentre os objetivos do novo colegiado está o de ser um canal de diálogo com os moradores e produtores rurais para ajudar a solucionar problemas vividos no campo. Os parlamentares querem debater o tema e levantar dados e informações capazes de direcionar as ações estaduais para o efetivo enfrentamento à criminalidade no campo.

Além de Assumção, assinaram o pedido de formação do grupo os deputados Carlos Von (Avante), Vandinho Leite (PSDB), Adilson Espindula (PTB), Sergio Majeski (PSB), Dr. Hudson Leal (Republicanos), Alexandre Xambinho (PL) e Marcelo Santos (Podemos). Também apoiaram a iniciativa os agora ex-deputados Delegado Lorenzo Pazolini (Republicanos), atual prefeito de Vitória, e Enivaldo dos Anjos (PSD), prefeito de Barra de São Francisco.

Depois da instalação formal do colegiado será preciso eleger, entre os respectivos integrantes da frente, o presidente e o secretário-executivo. Após essa escolha os trabalhos podem começar efetivamente. Caso os parlamentares desejem, podem criar um Regimento Interno para o grupo e aprovar programas de ação e estratégias de atuação desde que respeitadas as normas legais da administração pública e regimentais da atividade legislativa.

FURTO DE ANIMAIS – Capitão Assumção também é o autor do Projeto de Lei (PL) 596/2020, que está tramitando na Casa e institui políticas de combate ao furto de animais e de outros tipos de delitos no interior capixaba. A ideia é coibir a criminalidade no campo e proteger a propriedade rural.

Texto: Gleyson Tete/Ales

Últimas notícias

Definidas condições para liberação de linha de crédito para cafeicultores atingidos por geadas

O Voto será submetido ao Conselho Monetário Nacional, para em seguida disponibilizar essa ...

Congresso das Mulheres do Agronegócio terá debate sobre “Bioeconomia” e a relação entre o progresso econômico e o meio-ambiente

Mesa-redonda reunirá representantes de diferentes elos da cadeia produtiva para discutir os melhores ...

Exportações do agronegócio batem recorde para setembro, com US$ 10,1 bilhões

O complexo soja e as carnes foram destaques nas exportações do mês, registrando ...

Lançadas as primeiras variedades de batata coloridas do Brasil

Chegam ao mercado nacional as primeiras variedades de batata coloridas desenvolvidas no Brasil ...

Cooperativa lança plataforma com o maior acervo digital do agro

A Cooperativa de Produtores Rurais (Coopercitrus) coloca no ar hoje (15), a maior ...