Doença em plantações de milho preocupa e é monitorada pelo Ministério da Agricultura

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) está trabalhando no mapeamento da ocorrência do “enfezamento do milho” junto aos principais estados produtores da cultura. O objetivo do monitoramento é permitir o diagnóstico e o dimensionamento adequados para subsídios de eventuais medidas para reduzir ou evitar os prejuízos causados pela doença nos cultivos de milho em todo o país.

Os prejuízos causados pelas doenças relacionadas ao “complexo de enfezamento” têm gerado grande preocupação para os produtores nas últimas safras, devido ao aumento da ocorrência de sintomas relacionados a essas enfermidades, que também têm sido observados por pesquisadores de diferentes instituições de pesquisa no país.

Segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), essas doenças são causadas por microrganismos denominados molicutes, que invadem sistemicamente e multiplicam-se nos tecidos do floema da planta de milho e são transmitidos de plantas doentes para plantas sadias, pela cigarrinha Dalbulus maidis.

As ações estão sendo discutidas e planejadas em parceria com representantes das agências estaduais de defesa agropecuária e das instituições de pesquisa envolvidas no tema. No Paraná, estado responsável por cerca de 15% da produção nacional de milho, a Adapar tem monitorado a doença nas principais regiões, durante a Safra 20/21.

A Secretaria de Defesa Agropecuária do Mapa orienta que os produtores de milho que identificarem os sintomas das doenças em suas lavouras entrem em contato com as agências estaduais de defesa agropecuária nos seus respectivos estados, para prover informações e colaborar com o monitoramento que será realizado nas demais regiões do país a partir do mês de março.

Identificação das doenças nas lavouras

Para informações sobre a identificação das doenças nas lavouras e sobre o manejo mais adequado para se minimizar os impactos gerados pelos enfezamentos do milho, pesquisadores da Embrapa Milho e Sorgo elaboraram cartilha sobre o Manejo da Cigarrinha e Enfezamentos na Cultura do Milho num esforço conjunto entre instituições de pesquisa, defesa agropecuária e do segmento produtivo do estado do Paraná.   

No site da Embrapa também é possível obter mais informações sobre o manejo das doenças que também vêm ocorrendo em outras regiões do país. 

Fonte: Ministério da Agricultura

Últimas notícias

Evento discute o futuro da produção de alimentos e do agronegócio no país até 2050

“Agronegócio, pesquisa e inovação no Brasil – caminhos para o futuro da produção ...

Perspectivas do mercado de grãos no Espírito Santo serão debatidas na próxima semana

Iniciando o calendário de capacitações e qualificações para seus parceiros e associados em ...

Sistemas de recirculação de água podem ser usados para produzir peixes em nível comercial

Foto: PqC. Eduardo Medeiros Pesquisas realizadas pelo Instituto de Pesca (IP-APTA), da Secretaria ...

Fungo inédito no inhame e na samambaia é descoberto por pesquisadores

Um novo fungo que acomete o inhame e a samambaia preta foi encontrado, pela primeira ...

Como os insetos dão pistas aos peritos na cena do crime

Embora a visão de larvas em um cadáver não seja agradável, elas podem ...