Embrapa levará tecnologias inovadoras ao Show Rural

Foto:  Marisa Horikawa

A Embrapa participará do Show Rural Coopavel 2021, de 22 a 26 de março, com uma programação on-line voltada para a divulgação de tecnologias e a interação com o público. As informações poderão ser acessadas na página especial, elaborada especialmente para o evento. Além da demonstração de tecnologias, 12 unidades da Embrapa estarão apresentando produtos, processos e serviços para produção de frutas, hortaliças, grãos, carne, energia e fibras, assim como tecnologias para manejo e avaliação de solos, produção de mudas e inovações que incorporem tecnologias 4.0 no campo.

A participação da Embrapa no Show Rural contará ainda com a realização de lives temáticas, que serão exibidas pelo canal da Embrapa no Youtube. A programação completa poderá ser acompanhada na página especial. A Embrapa, em parceria com a Fundação Meridional, apresenta as cultivares de soja BRS 523, BRS 539 e BRS 1054IPRO. Todas elas possuem sementes no mercado, disponibilizadas por meio de parceiros comerciais.

A BRS 523 é uma cultivar convencional que possui maior tolerância ao complexo de percevejos, por ter as características da Tecnologia Block®. “Além desse diferencial, é altamente produtiva quando comparada às melhores opções de mercado e bastante estável, o que confere segurança de produção em diferentes situações. Inclusive, foi validada no sistema orgânico, com excelentes resultados”, explica o pesquisador Marcos Rafael Petek, da Embrapa Soja. Esta cultivar pertence ao grupo de maturidade 5.8, sendo assim uma opção para os produtores que precisam de uma cultivar precoce em seu sistema de produção. É indicada para o Paraná, Santa Catarina e São Paulo.

Outra novidade desta safra é a BRS 539, cultivar convencional, que possui resistência à ferrugem asiática e tolerância ao percevejo. “É importante destacar que esta cultivar é do portifólio da tecnologia Shield de proteção à ferrugem e da Block®. Ainda se destaca por seu alto potencial produtivo e manutenção de estabilidade de produção”, ressalta Petek.

Esta cultivar pertence ao grupo de maturidade 6.1, classificada como precoce e permite semeadura antecipada, viabilizando a semeadura do milho safrinha na melhor época, nas regiões de indicação da cultivar na macrorregião sojícola 2 (Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul) e viabiliza a sucessão/rotação de culturas na macrorregião 1 (Paraná, Santa Catarina e São Paulo).

Com relação à BRS 1054 IPRO, que apresenta características genéticas para tolerância ao glifosato e controle de algumas espécies de lagartas, ainda é altamente produtiva comparada com as outras opções de mercado em altitudes acima de 700 metros. “Eu destacaria ainda duas características: a estabilidade de produção com precocidade (grupo de maturidade 5.4) além de permitir o plantio antecipado, mantendo o potencial produtivo e maximizando o sistema de sucessão/rotação de culturas”, bem como facilita o manejo da ferrugem da soja, enfatiza Petek.

A BRS 1054 IPRO é indicada para o Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo. Com relação à sanidade, apresenta resistência ao cancro da haste, à mancha “olho-de-rã”, à podridão radicular de Phytophthora e ao mosaico comum da soja e é moderadamente resistente ao oídio e à podridão parda da haste.

Texto: Lebna Landgraf/Embrapa Soja

Últimas notícias

Programa de treinamento para mulheres em café é lançado no Espírito Santo

Começou, na última terça-feira (19), o primeiro curso do Programa de Treinamento em ...

Aberta consulta pública para melhorias dos requisitos de identidade e qualidade do presunto

As alterações propostas são aplicáveis ao presunto produzido em estabelecimento com SIF, buscam ...

Conab divulga leilões para iniciar a compra de milho para abastecimento do Milho Balcão

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) liberou os primeiros editais referentes à compra ...

Evento reunirá cultura, arte e sabores capixabas em Cariacica

Valorizar as produções capixabas, em especial, as que são originalmente cariaciquenses. Esse é ...