Entrevista com o candidato ao governo do Espírito Santo, Aridelmo Teixeira

Julio Huber

O jornal O Noticiário, em parceria com o portal Montanhas Capixabas e com o portal da Revista Negócio Rural, entrevistou os sete candidatos ao governo do Espírito Santo. As entrevistas serão publicadas individualmente, uma por dia, a partir do dia 09 de setembro.

Anúncio

Os candidatos responderam as mesmas perguntas, e tiveram o mesmo limite de caracteres para cada resposta. As publicações diárias seguiram a ordem alfabética dos nomes que os candidatos estarão nas urnas. Abaixo, conheça um pouco mais sobre o candidato, e acompanhe as demais entrevistas.

Anúncio

  • Aridelmo – Tem 58 anos, é empresário há mais de 25 anos, cofundador da Fucape Business School. Aridelmo Teixeira é também professor e fez doutorado na Universidade de São Paulo (USP), em controladoria e contabilidade. A vice na chapa é a comunicóloga Camila Domingues, 51 anos, também do Novo.
  • Partido: Novo
  • Número: 30
  • Vice-governador (a): Camila Domingues
  • Partidos coligados: Novo

Quais serão as primeiras ações que o senhor pretende executar a partir do próximo ano, caso seja eleito?

Criar o Fundo de Desenvolvimento Social, com foco em acabar com a fome das 167 mil crianças de 0 a 5 anos em vulnerabilidade social, pondo fim ao velho ciclo vicioso da pobreza estrutural que impera no nosso Estado. Reduzir impostos sobre produtos de primeira necessidade, energia e combustível. Cortar todos os privilégio e mordomias. Como garantia, me comprometendo a disponibilizar o meu salário de governador para instituições sociais.

O agronegócio é um setor que tem crescido nos últimos anos no Brasil, mesmo em períodos de crise. Quais as medidas que podem ser adotadas para contribuir cada vez mais para o desenvolvimento do setor no interior capixaba?

Investir, por meio de PPP – Parceria Público Privada -, em pesquisa aplicada à agricultura sustentável, principalmente a familiar, levanto inovação, tecnologia, capacitação e crédito aos proprietários rurais. Retomar o programa de barragens, fundamental para o enfrentamento dos períodos de estiagem, como o que estamos vivendo agora. Garantir o retorno do programa de Telefonia Celular Rural, fundamental para garantir conectividade e o uso de tecnologia ao homem do campo.

O turismo é um segmento importante para a economia do Estado, em especial para a Região Serrana do Estado. Quais são seus planos para essa área no Estado?

Investir em melhorias de infraestrutura e acesso às regiões turísticas, urbanas e rurais, nos âmbitos cultural, turístico e esportivo, incentivando novos empreendimentos da economia criativa, ampliando o programa Caminhos do Campo; fomentar a oferta de voos internacionais no aeroporto de Vitória, fortalecendo a imagem do Espírito Santo e ampliando a divulgação cultural, esportiva, eventos de negócios e seus diferenciais do Estado.

No interior do Estado, os hospitais regionais são importantes ao prestarem atendimentos aos moradores, evitando deslocamentos para a Grande Vitória, mas muitos passam por dificuldades financeiras. Há algum plano para fortalecer o sistema de saúde no interior? De que forma?

Zerar filas por exames especializados – descentralizando por meio PPP – Parceria Público Privada – com pagamento por resolutividade. Apoiar financeiramente de forma robusta as instituições filantrópicas, organizações sociais e os municípios, investindo na qualificação dos serviços em todo o Estado; modernizar os hospitais próprios, e ampliar o programa “Rede Cuidar”, em articulação com os municípios, reduzindo em 80% os deslocamentos diários em ambulâncias e ônibus.

Ultimamente a política está bastante polarizada nacionalmente, e isso reflete nas eleições estaduais. Como o senhor vê esse cenário no Espírito Santo nesse período eleitoral?

O capixaba está ansioso por uma nova chance, uma nova opção, uma revolução social. Vejo uma insatisfação muito grande com aqueles que querem se perpetuar no poder. Corrupção, mordomias e incompetência, é o que ouço por onde ando. O povo quer renovar com segurança. Alguém comprometido e com experiência em fazer o certo e com sensibilidade para com o sofrimento das pessoas em vulnerabilidade. O nosso projeto de governo representa essa esperança.

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Feira de Agronegócios Cooabriel 2024 acontecerá em julho

O evento é considerado o maior do agro no estado do Espírito Santo ...

Café canéfora tem zoneamento de risco climático atualizado

Foto: Humberto Franco O Zarc delimita regiões e épocas de cultivo em classes ...

Senar-ES quer fortalecer o agro em Santa Leopoldina

Contribuir para um cenário de crescente desenvolvimento da produção sustentável no Espírito Santo ...

Ales vai promover sessão em homenagem às mulheres cooperativistas

Foto: Freepik Reunião acontece na próxima semana. Pauta foi proposta pela Comissão Permanente ...

Brasil produziu quase 900 mil toneladas de peixes de cultivo

A piscicultura venceu adversidades e cresceu 3,1% Em 2023 O Brasil produziu 887.029 ...