Entrevista com o candidato ao governo do Espírito Santo, Carlos Manato

Julio Huber

O jornal O Noticiário, em parceria com o portal Montanhas Capixabas e com o portal da Revista Negócio Rural, entrevistou os sete candidatos ao governo do Espírito Santo. As entrevistas serão publicadas individualmente, uma por dia, a partir do dia 09 de setembro.

Os candidatos responderam as mesmas perguntas, e tiveram o mesmo limite de caracteres para cada resposta. As publicações diárias seguiram a ordem alfabética dos nomes que os candidatos estarão nas urnas. Abaixo, conheça um pouco mais sobre o candidato, e acompanhe as demais entrevistas.

  • Manato – O empresário Carlos Humberto Manato, 65 anos, é o candidato da coligação PTB/PL. Ele foi eleito deputado federal em 2014. O vice na chapa é o empresário Bruno Lourenço, 39 anos, do mesmo partido.
  • Partido: PL
  • Número: 22
  • Vice-governador: Bruno Lourenço
  • Partidos coligados: PTB/PL

Quais serão as primeiras ações que o senhor pretende executar a partir do próximo ano, caso seja eleito?

Tirar os capixabas da linha da pobreza é nossa prioridade de governo. Ao mesmo tempo, vamos garantir a normalidade integral dos serviços públicos de caráter universal, numa força-tarefa com prefeitos, parlamentares, iniciativa privada, servidores públicos e todas as forças vivas da sociedade. Essa cooperação nos permitirá implantar um novo e moderno modelo de governança, que atenda aos interesses dos capixabas e gere emprego e renda.

O agronegócio é um setor que tem crescido nos últimos anos no Brasil, mesmo em períodos de crise. Quais as medidas que podem ser adotadas para contribuir cada vez mais para o desenvolvimento do setor no interior capixaba?

As cadeias produtivas da agricultura, pecuária, pesca, florestas industriais e do abastecimento merecem atenção. Elas são a base econômica da maioria dos municípios e das famílias capixabas. O Estado deve potencializar investimentos na melhoria da infraestrutura rural, na requalificação e ampliação das cadeias produtivas, na agregação de valor econômico à nossa produção. Vamos recuperar as áreas agrícolas e daremos a devida atenção à questão hídrica.

O turismo é um segmento importante para a economia do Estado, em especial para a Região Serrana do Estado. Quais são seus planos para essa área no Estado?

Transformar a indústria do turismo em uma das principais economias capixabas. Dialogar com prefeituras e empreendedores para valorizar a cadeia econômica do turismo. O nosso governo fornecerá os meios para preservar e readequar paisagens. Especial atenção daremos ao agroturismo, levando desenvolvimento ao interior. Temos praias, montanhas e áreas rurais. Vamos cuidar delas, transformando o Espírito Santo em um destino de lazer, negócios e entretenimento.

No interior do Estado, os hospitais regionais são importantes ao prestarem atendimentos aos moradores, evitando deslocamentos para a Grande Vitória, mas muitos passam por dificuldades financeiras. Há algum plano para fortalecer o sistema de saúde no interior? De que forma?

Levar os serviços de saúde a todos os municípios é prioridade de nosso governo, em parceria com as prefeituras, instituições filantrópicas e inciativa privada. É inaceitável que ao longo desses anos o Estado continue desrespeitando a constituição, ao não transformar a saúde em direito de todos. Vamos acolher a população, pondo fim a uma realidade criminosa de esperas em filas para que se realizem exames especializados, cirurgias e consultas.

Ultimamente a política está bastante polarizada nacionalmente, e isso reflete nas eleições estaduais. Como o senhor vê esse cenário no Espírito Santo nesse período eleitoral?

Vivemos o mais longo período democrático da história brasileira e temos orgulho disso. As polarizações políticas não devem ser vistas como algo anormal ao processo democrático. Elas expressam o embate entre propostas. O que não podemos admitir é que se paralise o país em função dessa polarização. Sou um candidato de direita, mas tenho a visão de ser o governador de todos. Sou um democrata. Queremos desenvolvimento, justiça social e melhores condições de vida.

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Fendt lança combo com trator versátil e versões menores de plantadeira dobrável

Fotos: Divulgação Novidade reúne versatilidade, eficiência operacional e alta precisão A Fendt é ...

Agricultores de Ecoporanga se regularizam para venda direta de produtos orgânicos

Um grupo de agricultores familiares do município de Ecoporanga foi contemplado com a ...

Capacitação para operação de secagem e armazenamento de grãos preza pela segurança dos trabalhadores no Oeste baiano

No Oeste da Bahia, região essencialmente agrícola, a crescente necessidade de instalação de ...

Exportação de gengibre mais que dobra em janeiro de 2024

O valor exportado com o gengibre capixaba no primeiro mês deste ano foi ...

Mecanização é o caminho para a produtividade na silvicultura

A mecanização veio trazer novos ventos de prosperidade para a silvicultura. Nos últimos ...