Entrevista com o candidato ao governo do Espírito Santo, Cláudio Paiva

Julio Huber

O jornal O Noticiário, em parceria com o portal Montanhas Capixabas e com o portal da Revista Negócio Rural, entrevistou os sete candidatos ao governo do Espírito Santo. As entrevistas serão publicadas individualmente, uma por dia, a partir do dia 09 de setembro.

Anúncio

Os candidatos responderam as mesmas perguntas, e tiveram o mesmo limite de caracteres para cada resposta. As publicações diárias seguiram a ordem alfabética dos nomes que os candidatos estarão nas urnas. Abaixo, conheça um pouco mais sobre o candidato, e acompanhe as demais entrevistas.

Anúncio

  • Cláudio Paiva – O terapeuta de 62 anos nasceu na cidade do Rio de Janeiro. Foi suplente de vereador de Guarapari em 2016 e candidato a prefeito da mesma cidade em 2020. O vice na chapa é o advogado Marco Aurelio, 44 anos, do mesmo partido.
  • Partido: PRTB
  • Número: 28
  • Vice-governador: Marco Aurelio
  • Partidos coligados: PRTB

Quais serão as primeiras ações que o senhor pretende executar a partir do próximo ano, caso seja eleito?

Vamos levantar a real necessidade de ter 23 Secretarias Estaduais. Nosso Plano de Governo prevê diminuir este número para 18 pastas. Vamos valorizar os salários dos servidores estaduais, que em alguns segmentos estão fora da realidade nacional, como por exemplo, as policias Militar e Civil e professores. Iremos enxugar a máquina pública e criar mecanismos de auditagem para identificarmos a corrupção no nascedouro. Vamos reduzir o ICMS dos medicamentos e produtos da cesta básica gradativamente até zerar ao final de quatro anos.

O agronegócio é um setor que tem crescido nos últimos anos no Brasil, mesmo em períodos de crise. Quais as medidas que podem ser adotadas para contribuir cada vez mais para o desenvolvimento do setor no interior capixaba?

A força do agronegócio não será esquecida em nosso governo. Faremos um estudo econômico para que ao longo de nosso Governo venhamos transformar o Banestes em um banco também de fomentos, para que possamos atender o agricultor familiar, os empreendedores e as empresas individuais, facilitando o crédito e eliminando a burocracia que existe hoje.

O turismo é um segmento importante para a economia do Estado, em especial para a Região Serrana do Estado. Quais são seus planos para essa área no Estado?

Usaremos a tecnologia em prol de nosso turismo. Nossas plataformas digitais serão ampliadas com intuito de divulgar nossa terra em todo o mundo. Aeroportos no mundo todo saberão que o Espirito Santo não deve nada ao Estados do Rio de Janeiro e da Bahia. Vamos cobrar de nossos eleitos da Câmara Federal que falem mais do Espírito Santo. Temos que ter um Antônio Carlos Magalhães (ACM) aqui, pois foi ele que levou a Bahia ser o que é hoje, vamos cobrar mesmo.

No interior do Estado, os hospitais regionais são importantes ao prestarem atendimentos aos moradores, evitando deslocamentos para a Grande Vitória, mas muitos passam por dificuldades financeiras. Há algum plano para fortalecer o sistema de saúde no interior? De que forma?

Vamos estadualizar ou fomentar a PPPI (Participação Público Privada Internacional) de nossos hospitais, passando para quem realmente sabe dirigir a saúde, e criar mecanismos de cobrança de um atendimento ao povo. Reformar, instrumentalizar, treinar nossos servidores das unidades de saúde, dando condições básicas para atendimento digno para a população e fazer parceria com as prefeituras, além de nos médicos da Estratégia da Saúde Familiar, onde trabalharemos com o preventivo e não o corretivo.

Ultimamente a política está bastante polarizada nacionalmente, e isso reflete nas eleições estaduais. Como o senhor vê esse cenário no Espírito Santo nesse período eleitoral?

Sou um candidato de direita conservadora, mas sou muito, mas muito liberal na economia. Por muitos anos fomos enganados com essa de direita e esquerda. Hoje tenho uma visão diferenciada, pois o Bolsonaro descortinou muitas coisas para nossa população, inclusive para mim. Meu partido é o PRTB, o único partido genuinamente de direita nessas eleições. Estamos concorrendo sem fundão eleitoral e estamos fazendo um trabalho de primeira qualidade. Defendemos Deus, pátria e a família.

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Consumo de café solúvel cresce 5,3% no trimestre

Setor vem em expansão desde 2016; avanço reflete investimentos em qualidade, diversidade, formação ...

ES+Café irá promover imersão no universo da cafeicultura capixaba

A Feira ES+Café irá promover uma verdadeira imersão no universo da cafeicultura capixaba ...

Projeto entrega novas barracas a feirantes de Vitória

Foto: Marcos Salles Entrega das novas barracas das Feiras Livre Os feirantes que ...

Como plantar mais café em espaço reduzido?

O pesquisador do Incaper, Paulo Sérgio Volpi, destacou que o jardim clonal superadensado ...

Parceria estratégica do Sistema OCB busca fortalecer cadeia de lácteos

Foto: Reprodução / Sistema OCB Unidade nacional se reuniu com Conselho dos Exportadores ...