ES entrega 2.604 doses de sêmen para melhorar potencial genético do rebanho bovino leiteiro

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), entregou, nesta segunda-feira (17), em Cachoeiro de Itapemirim, mais 2.604 doses de sêmen para melhorar o potencial genético do rebanho bovino leiteiro do Espírito Santo. O investimento é de R$ 300 mil.

A entrega atendeu 54 pecuaristas, com sêmen das raças Gir Leiteiro, Girolando e Holandês. O objetivo do programa é melhorar geneticamente o rebanho leiteiro capixaba, por meio da biotecnologia de reprodução, que é a inseminação artificial. Com isso, a meta é aumentar a produtividade da pecuária no Espírito Santo.

Anúncio

“Ter programas como esse é importante para retomar o índice de produtividade da pecuária, que é a segunda atividade mais presente nas propriedades rurais do Espírito Santo, gerando renda frequente e diversificando a cultura. A inseminação é fundamental nesse sentido, pois evolui o nível tecnológico com o rebanho, aumentando também a produtividade”, destacou o secretário de Estado da Agricultura, Enio Bergoli.

Anúncio

Esta é a segunda entrega do projeto. Na primeira, em dezembro de 2022, foram 2.175 doses de sêmen de touros leiteiros. Ao todo, já foram atendidos 104 pecuaristas dos municípios de Alfredo Chaves, Apiacá, Aracruz, Barra de São Francisco, Bom Jesus do Norte, Castelo, Colatina, Divino de São Lourenço, Dores do Rio Preto, Guaçuí, Ibitirama, João Neiva, Mimoso do Sul, Mucurici, Muniz Freire, Ponto Belo, Serra e Vila Pavão.

A seleção dos pecuaristas é realizada observando requisitos básicos de estruturação da propriedade, sanidade e alimentação dos animais. As propriedades também precisam estar aptas para utilizar a biotecnologia reprodutiva.

Para participar do projeto, o pecuarista precisa procurar um escritório do Incaper. O órgão, com o apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e da Fundação de Desenvolvimento e Inovação Agro Socioambiental do Espírito Santo (Fundagres), capacita pecuaristas e trabalhadores rurais com curso de inseminação artificial, além do aprimorando para que o uso dessa biotecnologia seja difundido no Estado.

Nos últimos anos, já foram capacitadas mais de duas mil pessoas nos cursos realizados nas fazendas Bananal do Norte, em Cachoeiro de Itapemirim, e Experimental de Linhares.

Fonte: Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Estudo procura ferramentas para ajudar cafeicultores do ES no combate à ferrugem

Foto: Acervo da Pesquisa Uma pesquisa da Ufes está criando um sistema para ...

Dois novos cursos de doutorado aprovados na Ufes em Alegre e Maruípe

A Capes aprovou dois novos cursos de doutorado na Ufes, um em Nutrição ...

Exportações do agro do Espírito Santo crescem 83% no primeiro semestre de 2024

Foto: Freepik Nos primeiros cinco meses de 2024, o agronegócio do Espírito Santo ...

Casos suspeitos de doença de Newcastle na zona de proteção são descartados no Rio Grande do Sul

Foto: Freepik Três casos suspeitos de doença de Newcastle (DNC) foram descartados após ...

Feira de Agronegócios Cooabriel tem projeção milionária de negócios

Foto: Cooabriel A Feira de Agronegócios da Cooabriel, realizada pela cooperativa e considerada ...