Especialista afirma que cavalos bem suplementados têm melhor rendimento na lida com o gado

Foto: Pxhere

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), dm sua última atualização, o Brasil possui um plantel de 5,8 milhões de equinos. Desse total, estima-se que cerca de 4 milhões sejam animais de lida – que formam as tropas de serviço nas propriedades rurais. “Esse grande contingente está diretamente ligado às características naturais dos equinos, que têm agilidade, força e robustez para realização de atividades diárias bem desafiadoras na pecuária”, explica o gerente de produtos para grandes animais da Vetoquinol Saúde Animal, Evandro Oliveira.

Anúncio

A nutrição de qualidade está na base do trabalho com produtividade e consequente lucratividade. Júlia Izoldi, coordenadora técnico-comercial de equinos da Vetoquinol, explica que, “com os animais de serviço, a preocupação deve ser a mesma em termos de garantia do bem-estar por meio do fornecimento adicional de nutrientes essenciais para a manutenção da saúde, como cálcio, fósforo, vitaminas e demais minerais essenciais”.

Anúncio

Aliada à dieta básica, a suplementação contribui para que os animais estejam sempre saudáveis para desempenhar suas funções com o máximo potencial. Em sistema de criação extensiva, principalmente, onde há grandes extensões de terra para a lida, são atribuições dos equinos tocar o gado e separar lotes, entre outras. Por longos períodos, os animais são exigidos fisicamente, o que pode comprometer o desempenho e gerar lesões.

Júlia explica que os equinos têm exigências nutricionais diferentes dos bovinos. “Porém, é comum destinar a mesma alimentação para ambos. Com isso, o cavalo pode ter deficiência nutricional, já que as pastagens não proporcionam o que ele necessita. Por isso, a escolha criteriosa do volumoso e do concentrado para a alimentação, além do complemento alimentar adequado, define a saúde da tropa”, garante.

Atenta às necessidades da criação animal, a Vetoquinol desenvolveu um suplemento mineral, vitamínico e aminoácido, que oferece cálcio, fósforo, vitaminas, minerais essenciais e oligoelementos com elevada biodisponibilidade, além de prebiótico. “Essa suplementação confere saúde aos animais que já têm alimentação balanceada, principalmente os cavalos alimentados com ração rica em cereais”, completa Evandro Oliveira.

“Os cavalos têm necessidades específicas e o Equistro® Mega Base supre todas essas exigências, contribuindo para ter um animal pronto para as diversas atividades diárias no campo e aumentando a sua vida útil nas fazendas”, ressalta Júlia Izoldi.

Fonte: Texto Comunicação

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Feira de Agronegócios Cooabriel 2024 acontecerá em julho

O evento é considerado o maior do agro no estado do Espírito Santo ...

Café canéfora tem zoneamento de risco climático atualizado

Foto: Humberto Franco O Zarc delimita regiões e épocas de cultivo em classes ...

Senar-ES quer fortalecer o agro em Santa Leopoldina

Contribuir para um cenário de crescente desenvolvimento da produção sustentável no Espírito Santo ...

Ales vai promover sessão em homenagem às mulheres cooperativistas

Foto: Freepik Reunião acontece na próxima semana. Pauta foi proposta pela Comissão Permanente ...

Brasil produziu quase 900 mil toneladas de peixes de cultivo

A piscicultura venceu adversidades e cresceu 3,1% Em 2023 O Brasil produziu 887.029 ...