Expocafé 2020 virtual começa na próxima terça (14)

A edição virtual da Expocafé 2020 terá início na próxima terça-feira (14). Por meio do site www.expocafeoficial.com.br, o público poderá acompanhar uma programação técnica variada, que inclui painéis temáticos ao vivo nos dias 14, 15 e 16 de julho, dicas de pesquisadores e demonstrações em campo (seguindo as recomendações de segurança e de distanciamento social). Além disso, uma plataforma online possibilitará até o dia 14 de agosto, a exposição de máquinas, equipamentos e insumos agrícolas.

“Abrimos as negociações para os estandes virtuais em 29 de junho e nos surpreendemos com a adesão dos expositores. Já nos primeiros dias, negociamos todos os espaços especiais e básicos, que incluíam também outras inserções durante o evento. Consideramos isso uma demonstração de confiança no potencial da Expocafé”, analisa o coordenador de Negócios, Antônio Nunes. Cada empresa expositora pode demonstrar até três produtos em por estande virtual.

Organizadora do evento, a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG)terá um estande virtual no qual comercializará produtos Gourmet, publicações e insumos qualificados. Uma série de cafés varietais das cultivares MGS Aranãs, MGS Paraíso 2 e Catiguá MG2 da safra 2020 foi produzida especialmente para a comercialização durante a Expocafé.

Sempre a partir das 18h, acontecem, ao vivo, painéis temáticos. Na terça-feira (14), o assunto será “Avanços em cultivares de café”, com a participação de instituições como EPAMIG, Fundação Procafé, Instituto Agronômico de Campinas (IAC) e Instituto Agronômico do Paraná (Iapar). No dia 15 de julho, o tema será cafeicultura orgânica e agroecológica. Na quinta-feira, 16, vão ocorrer dois painéis sobre avanços na pós-colheita, a fermentação será o tema do primeiro, já a secagem será o foco do segundo. Ainda no dia 16, às 16h, acontece o webinário “Mulheres no Café”, promovido pela Emater-MG.

A partir de 15 de julho serão realizadas as dinâmicas de máquinas, com conteúdo online disponibilizado em parceria com a Rede Social do Café/ Peabirus. Serão 14 estações para a demonstração de tecnologias, práticas e equipamentos em campo.

Em uma dessas estações, comandada pela EPAMIG, a pesquisadora Juliana Rezende falará sobre a cultivar MGS Paraíso 2. A variedade desenvolvida pelo Programa de Melhoramento do Cafeeiro vem se destacando em trabalhos realizados em diferentes áreas do Sul de Minas e do Cerrado Mineiro tanto pela produtividade, quanto pelo perfil sensorial da bebida.

No espaço Café Play, o visitante encontrará vídeos com dicas técnicas de pesquisadores sobre café e outros produtos como hortaliças não convencionais, flores, azeite e vinho. Dentre os temas abordados, está a identificação de nematoides, que são microorganismos de solo que causam disfunções na absorção de água e nutrientes em diversas culturas, inclusive o café, provocando danos de leve a graves, podendo culminar até na eliminação de talhões. O assunto será tratado pela pesquisadora da EPAMIG Sul Sônia Salgado.

Fonte: Epamig

Últimas notícias

Preço do leite ao produtor sobe, mas custos de produção reduzem margens

O preço do leite recebido pelo produtor manteve a tendência de alta no ...

Estimativa de safra de café é reduzida pela Conab e próxima colheita preocupa

Foto: Julio Huber O país deverá produzir aproximadamente 46,9 milhões de sacas de ...

Deflagrada nova edição da Operação Mata Atlântica em Pé

Teve início ontem (20), a Operação Mata Atlântica em Pé, iniciativa voltada ao ...

Cursos de tratorista e cultivo de cacau exclusivos para mulheres

Registro de ação do projeto “Mulheres do Cacau” com produtoras rurais As mulheres estão ...

Mapa destrói 58 mil garrafas de azeite de oliva fraudado

Foi a maior apreensão já realizada pelo Ministério da Agricultura no país desde ...