Filhos de produtores rurais capixabas visitam o Instituto Terra

Estudantes e funcionários da Escola Família Agrícola São Bento do Chapéu realizaram uma viagem de estudo ao Instituto Terra, localizado em Aimorés, Minas Gerais. As novidades começaram já no início da viagem, feita de trem, inédita para muitos dos alunos .

A viagem teve como finalidade conhecer o trabalho de restauração de uma área degradada, através da recuperação e da conservação das florestas, da educação ambiental e do uso correto dos recursos naturais, e visitar a exposição “Êxodos”, de Sebastião Salgado, considerado um dos maiores talentos da fotografia mundial.

Anúncio

O Instituto Terra é uma associação civil sem fins lucrativos, fundada em 1998 por Lélia Deluiz Wanick Salgado e Sebastião Salgado. Localizada na Fazenda Bulcão, em Aimorés (MG), trata-se da primeira Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) criada em área degradada da Mata Atlântica. Sua área total é de 711,84 hectares, dos quais 608,69 constituem a Reserva.

Anúncio

O abricó-de-macaco, também conhecido pelo nome popular de cuia-de-macaco, chamou a atenção de todos pela beleza da árvore, dos frutos redondos que pendem em cachos e flores exuberantes. Vale ressaltar que apenas os macacos se alimentam desse fruto devido à rigidez da casca e ao aroma do fruto.

Um momento importante foi a visitação à exposição “Êxodos”, de Sebastião Salgado. A coleção é composta de 60 pôsteres e está dividida em cinco subtemas: África, Luta pela Terra, Megacidades, Refugiados e Retratos. A mostra reúne o trabalho de seis anos do fotógrafo durante viagens a 40 países.

Outro projeto do instituto é o Viveiro de Produção de Mudas, um dos maiores e mais diversificados do país, com capacidade para produzir até um milhão de mudas nativas da Mata Atlântica por ano. O local será ampliado para triplicar a produção. As mudas abastecem o reflorestamento da reserva e os projetos ambientais do instituto. A visita ainda oportunizou conhecer o meliponário onde criam várias espécies de abelhas nativas sem ferrão. A criação destas abelhas possibilita a polinização e a reprodução das plantas.

De acordo com o coordenador pedagógico da escola, Cléberson Schunck, “este momento de estudos foi riquíssimo e possibilitou reflexões sobre a preservação e a conservação do meio ambiente, uma vez que sentimos drasticamente os impactos ambientais decorrentes das nossas ações. Tudo isso reflete na produção de alimentos, de água e nas condições de vida de todo o ecossistema”.

Já o estudante Marcio Bullerjahn, do 9º ano, relatou “Eu gostei muito da viagem, pois nela tive várias experiências novas como viajar de trem, uma coisa que nunca havia feito antes. O que mais me chamou a atenção foi a imensidão do Instituto Terra com mais de 600 hectares de mata reflorestada. Essa viagem contribuiu muito para aumentar os conhecimentos sobre educação ambiental. Uma das melhores partes foi a exposição de fotos de Sebastião Salgado, que na minha opinião é o maior fotógrafo brasileiro, com seu estilo único de retratar todo o sofrimento do mundo”.

*Reportagem produzida pelos próprios professores e alunos da EFA São Beto do Chapéu

Fonte: Prefeitura Municipal de Domingos Martins

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Nater Coop anuncia investimento de 8 milhões em novas estruturas de armazém de café no ES

Foto: Divulgação O volume de movimentação chegará a aproximadamente 75 mil sacas por ...

Agronegócio bate recorde de exportações em abril, com US$ 15,24 bilhões

O resultado correspondeu a 49,3% das exportações totais do Brasil Com valor recorde, ...

Sicoob inova experiência com cashback no Super App 

O Sicoob lançou a nova funcionalidade de cashback no Super App. Através do ...

Exportação de café em abril rende a maior receita da história registrada em um mês

Foto: Julio Huber O Brasil exportou 4,222 milhões de sacas de 60 kg ...

Socol pode se tornar patrimônio cultural no Espírito Santo

Foto: Gabriel Lordelo/Divulgação O socol, produto embutido exclusivo de Venda Nova do Imigrante, ...