Frio intenso atinge lavouras de café e preço dispara

A massa de ar frio de origem polar que chegou no final de semana no Sul do Brasil ganhou ainda mais força hoje (20), atingiu a região Sudeste e Centro-Oeste, e já está causando prejuízos em lavoura de café. Esse foi um dos principais fatores para a disparada do preço do grão durante o dia de hoje.

As cotações do mercado futuro do café arábica fecharam em mais de 1.000 pontos, o equivalente a mais de 7%, no pregão desta terça-feira, na Bolsa de Nova York (ICE Future US). Na última semana de junho o frio intenso já havia afetado lavouras brasileiras, mas dessa vez, a geada prejudicou ainda mais.

Depois da severa seca, as preocupações com os impactos da geada dão suporte aos preços. Segundo produtores da maior área de produção do país, especialistas e analistas de mercado, o frio foi mais intenso do que era previsto e atingiu com geada intensa boa parte do parque cafeeiro, como no Cerrado Mineiro e Alta Mogiana.

Na manhã desta terça-feira, de acordo com o Climatempo, não teve registro de neve ou de chuva congelada, mas a manhã foi congelante no centro-sul brasileiro. Seis estados registraram temperatura negativa: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul.

Pelas estações meteorológicas, ao menos 80 cidades tiveram temperaturas negativas no Brasil. A campeã neste congelante 20 de julho foi Urupema, que registrou -8,8°C, seguida por Bom Jardim da Serra com -7,4°C, ambas as cidades localizadas na serra catarinense.

A temperatura de -8,8°C em Urupema foi a menor temperatura oficialmente registrada no Brasil neste ano, pela medição do Epagri/Ciram, órgãos de monitoramento climático oficial do governo de Santa Catarina. Apenas o Parque Nacional do Itatiaia (RJ) registrou temperatura mais baixa, com -9,9°C em 1º de julho, mas vale ressaltar que esta estação fica localizada 2.450 metros de altitude, e é natural registrar temperaturas baixas.

MAIS GEADA – Para esta quarta-feira (21), quando completa um mês de inverno, ainda tem previsão de geada para o Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo (sul do estado) e Minas Gerais (sul do estado). Porém, com o centro da massa de ar polar (região mais forte do sistema) indo para o mar, as temperaturas já devem ser menos baixas. Ainda devem ocorrer valores negativos, de açodo com o Climatempo.

Últimas notícias

Tradição familiar no agronegócio em evidência na Praça do Papa

A tradição familiar marca o agronegócio capixaba, que, segundo dados do Governo do ...

Ação de fiscalização do Mapa apreende 173 mil litros de bebidas com indícios de fraude

Uma ação de fiscalização do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) resultou ...

Mapa reforça vigilância após ocorrências de Peste Suína Africana na República Dominicana

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) informa que está acompanhando e ...

Cooperação alemã investe U$ 2 milhões em projeto de apoio ao Comércio Justo na América Latina e Caribe

Mais de 84 mil produtores(as) da região da América Latina e do Caribe ...

Agricultura familiar recebe investimentos no Espírito Santo

Para comemorar a Semana da Agricultura Familiar, o Governo do Estado anunciou um ...