Idaf assina acordo de cooperação técnica com a Findes

O Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) assinou um acordo de cooperação técnica com a Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes). Com vigência de um ano, o acordo prevê a colaboração mútua na identificação e implementação de ações e projetos de fortalecimento e modernização das análises de processos, criando, assim, condições para que as indústrias capixabas tenham conhecimento e atendam às exigências legais e mercadológicas, com foco em meio ambiente, licenciamento ambiental e legislações pertinentes. 

Para o subsecretário de Estado de Agricultura, Pesca e Desenvolvimento Rural Sustentável, Michel Tesch, “por meio de processos de discussão de forma participativa e interativa entre a sociedade civil, o setor produtivo e o Governo, podemos estabelecer convergências e contribuir para o desenvolvimento sustentável do setor de agronegócio no Espírito Santo”.

Segundo o diretor-presidente do Idaf, Mário Louzada, o objetivo é conferir ainda mais agilidade e transparência nos encaminhamentos do setor. “A comissão técnica e o acordo de cooperação irão contribuir para que o arranjo produtivo do agronegócio possa atender às exigências legais e mercadológicas, com foco em meio ambiente, licenciamento ambiental e legislações pertinentes, e para a modernização da gestão ambiental no Idaf”, destacou Louzada.

De acordo com a presidente da Findes, Cris Samorini, esta ação faz parte de um programa macro da Federação, que envolve outros órgãos ambientais, como o Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) e a Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh), e pretende fortalecer o sistema de acompanhamento, controle e fiscalização ambiental no Estado. “Enquanto federação, sabemos da importância da manutenção de um meio ambiente equilibrado. Sustentabilidade Ambiental, por exemplo, é um dos eixos estratégicos do Sistema Findes. Por isso, o fortalecimento dos órgãos ambientais estaduais, incluindo o Idaf, se conecta diretamente a nossa estratégia”, afirmou.            

Na ocasião, também tomaram posse os membros da Comissão Técnica de Licenciamento de Atividade Agrossilvopastoril, que subsidiará as ações previstas no acordo.

A Comissão Técnica, cuja instituição foi publicada por meio da Instrução de Serviço Idaf nº 104-P/ 2020, tem caráter consultivo e propositivo, sendo formada pelas seguintes instituições: Idaf, Findes, Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa do Espírito Santo, Centro de Desenvolvimento do Agronegócio (Cedagro), Federação da Agricultura e Pecuária do Espírito Santo (Faes), Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Espírito Santo (Fetaes), Centro de Reintrodução de Animais Selvagens (Cereias) e Organização Não Governamental “Caminhadas e Trilhas.

Fonte: Idaf

Últimas notícias

Premiação distribui R$ 130 mil para os produtores dos melhores cafés do Espírito Santo

Fotos: Sidney Dalvi e Hélio Filho/Secom Os melhores cafés especiais capixabas foram eleitos ...

Pecuária de leite vive incertezas com o futuro da pandemia

A reunião de conjuntura de novembro do Centro de Inteligência do Leite da ...

Valor de mercado de defensivos aplicados deverá cair 11,8% em 2020

O mercado de defensivos agrícolas deve ter redução de 11,8% no valor em ...

Programa de aprendizagem rural é homenageado pelo Instituto Innovare

Fotos: Junio Nunes O Programa de Aprendizagem Profissional Rural foi homenageado na 17ª ...

Novo surto de gafanhotos é monitorado por governo do Rio Grande do Sul

Foto: Senasa Julio Huber Um novo surto de gafanhotos identificado pelo Serviço Nacional ...