Itapemirim decreta situação de emergência devido a estiagem

Fotos: Divulgação

Só com o gado leiteiro a perda dos produtores já totaliza R$6.659.896,64

A escassez de água tem afetado o município de Itapemirim, no sul do Espírito Santo, principalmente, na área rural, que tem acumulado prejuízos com a queda na produção leiteira, perdas de pastagens e lavouras, aumento no custo do alimento para o gado, além de agravar o crescimento das ocorrências de incêndios florestais. Diante a situação crítica, após estudos técnicos e relatórios apresentados pela Secretaria de Agricultura e pelo Departamento Municipal de Defesa Civil, o prefeito da cidade, Dr. Antônio da Rocha Sales, decretou situação de emergência do tipo estiagem.

Anúncio

O decreto nº 19.136/2022 de 31 de agosto de 2022, que tem validade de 180 (cento e oitenta dias), autoriza a mobilização de todos os órgãos municipais para atuarem nas ações de resposta ao desastre e recuperação das áreas afetadas, reestabelecendo a normalidade.

Anúncio

De acordo com a Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Rural, 90% dos pecuaristas tem como atividade a pecuária de leite, e houve diminuição na produção do leite de, aproximadamente, 2.080.311 no volume de litros em comparação ao semestre do ano de 2021, totalizando R$6.659.896,64 de perda para os produtores. Já a comercialização em arrobas de bovinos teve diminuição referente à perda mensal do peso em arrobas X perda em valor monetário real de, aproximadamente, R$8.137.675,00, sendo que estas estimativas estão calculadas para o corrente mês, podendo agravar-se para os próximos meses.

O prefeito determinou que sejam adotadas todas as medidas necessárias para fornecer o alimento para o gado dos produtores, recuperação das pastagens e das produções agrícolas. “Hoje, o município fornece farelo para o gado leiteiro, no entanto, com a situação crítica que estamos passando, pretendemos distribuir também o miojo”, afirmou o prefeito, ressaltando que tudo será feito conforme discussão e aprovação do conselho de agricultura. “Cada setor tem as suas necessidades e faremos o possível para minimizar o prejuízo dos munícipes”, finalizou.

Fonte: Prefeitura Municipal de Itapemirim

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Feira de Agronegócios Cooabriel 2024 acontecerá em julho

O evento é considerado o maior do agro no estado do Espírito Santo ...

Café canéfora tem zoneamento de risco climático atualizado

Foto: Humberto Franco O Zarc delimita regiões e épocas de cultivo em classes ...

Senar-ES quer fortalecer o agro em Santa Leopoldina

Contribuir para um cenário de crescente desenvolvimento da produção sustentável no Espírito Santo ...

Ales vai promover sessão em homenagem às mulheres cooperativistas

Foto: Freepik Reunião acontece na próxima semana. Pauta foi proposta pela Comissão Permanente ...

Brasil produziu quase 900 mil toneladas de peixes de cultivo

A piscicultura venceu adversidades e cresceu 3,1% Em 2023 O Brasil produziu 887.029 ...