Mais de 20 milhões de árvores serão plantadas no Espírito Santo nos próximos anos

Um anúncio importante para o meio ambiente capixaba foi feito pelo governador Renato Casagrande, em solenidade realizada nesta quinta-feira (19), no Palácio Anchieta, em Vitória. Nos próximos anos, serão plantadas mais de 20 milhões de árvores no Estado. A iniciativa faz parte do programa “Mutirão das Árvores”, um projeto em parceria com a Fundação Pitágoras. O objetivo é promover o desenvolvimento de ações de plantio para a preservação, conservação e restauração dos biomas brasileiros.

“Temos que unir todos os programas e plataformas de plantio de árvores em um único lugar para fortalecer esse tema. Iremos apresentar o Mutirão amanhã (hoje) aos meus colegas governadores no Consórcio de Integração Sul e Sudeste para que cada Estado possa fazer sua parte. Temos poucos locais de produção de mudas nativas em nosso Estado e precisamos incentivar esse plantio, além de integrar essa tarefa de plantio de mudas no âmbito das escolas”, afirmou o governador.

Na sua fase inicial, as ações do Mutirão das Árvores serão focadas e realizadas por alunos de escolas públicas e privadas, do Ensino Fundamental até o Ensino Médio. O projeto será supervisionado pelas Secretarias do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama) e da Educação (Sedu). O objetivo imediato é promover o plantio em áreas determinadas pelos municípios e criar nas crianças e nos jovens uma consciência da importância das florestas.

Para orientar as atividades, o movimento destinará além das mudas, manuais para auxiliar o processo, desde a coleta de sementes/formação até o plantio. A meta do programa é plantar até 2033, um bilhão de árvores em todo o Brasil. O Espírito Santo foi escolhido sede do pontapé inicial do movimento pelo seu destaque nas pautas ambientais no país.

“É preciso envolver os municípios, escolas, professores, diretores e toda a comunidade escolar nessa ação. Somente na floresta, com o plantio de árvores, que conseguiremos preservar a biodiversidade e o solo, além de produzir água. Queremos plantar 20 milhões de mudas no Espírito Santo e iniciaremos hoje com essas 500 que estão aqui no Salão São Tiago. Quem está aqui levará uma muda para casa e ajudará neste início de programa”, acrescentou o governador Casagrande.

Durante o evento, que contou com a presença de professores, organizações ambientais, representantes dos poderes público, Judiciário e do setor produtivo, o Governo do Estado também anunciou um Edital para financiamento de construção de viveiros. Mais informações serão divulgadas nos próximos dias.

“O Espírito Santo já conta com um dos maiores programas de reflorestamento do Brasil, em que pagamos para o produtor rural reflorestar o seu terreno. Agora, estamos unindo a educação e o meio ambiente para criar cada vez mais uma conscientização de preservação e cuidado com os nossos biomas. Esse pontapé inicial do Mutirão das Árvores ter sido realizado no Estado reforça o nosso protagonismo, liderado pelo governador Renato Casagrande, na pauta ambiental do país”, destacou o secretário de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Felipe Rigoni.

O secretário de Estado da Educação, Vitor de Ângelo, lembrou que a integração com a comunidade escolar tem papel estratégico no êxito dessa iniciativa. “São aproximadamente 200 mil estudantes na Rede Estadual e quando pensamos que eles têm ao menos dois responsáveis, passamos de meio milhão de pessoas em um Estado com quatro milhões de habitantes. Se incluirmos as redes privada e municipal, chegamos a um contingente de pessoas ainda mais significativo”, pontuou.

Vitor de Ângelo lembrou que o Novo Ensino Médio no Espírito Santo conta, em um de seus itinerários, com o tema ‘Educação Ambiental e Energias Renováveis’, que teve o maior número adesões na Rede Estadual. “Podemos, dessa forma, dar a nossa contribuição à educação ambiental, à preservação do meio ambiente e para que a gente conscientize cada vez mais pessoas sobre essa pauta, além de avançar no trabalho curricular que já temos feito”, destacou.

A presidente da Fundação Pitágoras, Helena Neiva, comemorou o lançamento do projeto e a parceria com o Governo do Estado. “O Mutirão das Árvores é um movimento que tem como propósito incentivar a preservação e restauração ambiental por meio de uma aliança intersetorial mobilizando toda a sociedade em torno de uma grandiosa e agregadora causa: o plantio de árvores. Estamos muito felizes que a expansão para outras regiões do Brasil começa justamente pelo Espírito Santo”, declarou.

Fonte: Governo do ES

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Fendt lança combo com trator versátil e versões menores de plantadeira dobrável

Fotos: Divulgação Novidade reúne versatilidade, eficiência operacional e alta precisão A Fendt é ...

Agricultores de Ecoporanga se regularizam para venda direta de produtos orgânicos

Um grupo de agricultores familiares do município de Ecoporanga foi contemplado com a ...

Capacitação para operação de secagem e armazenamento de grãos preza pela segurança dos trabalhadores no Oeste baiano

No Oeste da Bahia, região essencialmente agrícola, a crescente necessidade de instalação de ...

Exportação de gengibre mais que dobra em janeiro de 2024

O valor exportado com o gengibre capixaba no primeiro mês deste ano foi ...

Mecanização é o caminho para a produtividade na silvicultura

A mecanização veio trazer novos ventos de prosperidade para a silvicultura. Nos últimos ...