Manga tem o maior bônus de desconto do PGPAF pela segunda vez consecutiva

Foto: iStock

O Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) divulgou, na última sexta-feira (6), a relação dos produtos agrícolas que terão bônus de desconto do Programa de Garantia de Preços para Agricultura Familiar (PGPAF) para agentes financeiros operadores do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

Anúncio

O produtor recebe o bônus quando o valor do seu cultivo fica inferior ao preço de referência, permitindo desconto no pagamento ou amortização das parcelas de financiamento no Pronaf.

Anúncio

Os alimentos com bônus de desconto nas operações e parcelas de crédito rural são: abacaxi, banana, borracha natural cultivada, cacau cultivado (amêndoa), cará/inhame, castanha de caju, feijão caupi, laranja, mamona (baga), manga, pimenta do reino e trigo.

Neste mês, a manga do Rio de Janeiro recebeu novamente o maior bônus concedido (78,75%), seguido da manga da Bahia (73,99%). Já a menor bonificação ficou com a pimenta-do-reino (1,38%).

Na comparação com o mês anterior, foram incluídos na lista o cará/inhame (Rondônia), trigo (Mato Grosso do Sul) e a pimenta-do-reino (Pará, Bahia e Espírito Santo).

Outras alterações em relação ao mês anterior ocorrem em relação à castanha-de-caju, que passa a bonificar no Rio Grande do Norte; para a borracha, o benefício também alcançará os produtores dos estados de Mato Grosso do Sul e Goiás; o bônus deixará de valer no Rio Grande do Sul e Pará, para a laranja, e para o feijão caupi, no Amapá. Não houve alteração para os demais produtos e localidades.

Os preços são válidos no período de 10 de janeiro de 2023 a 9 de fevereiro de 2023, conforme a Portaria Nº 61, da Secretaria de Política Agrícola do Mapa. 

Dezenove estados integram a lista deste mês, são eles: Sergipe, Paraíba, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Espírito Santo, São Paulo, Paraná, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Amazonas, Pará, Rondônia, Ceará, Piauí, Rio Grande do Norte, Tocantins e Rio de Janeiro.

O desconto nas parcelas de financiamento do Pronaf é oferecido pelo Governo Federal com base no valor médio de mercado e no preço de garantia de cada produto. O desconto é automático, ou seja, o agricultor não precisa solicitar. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) é o órgão responsável por coletar o preço de mercado e calcular o bônus.

Dentre os principais responsáveis pela variação de preços, na ocorrência de elevação ou queda das safras, estão o clima e a época do ano. A concorrência de produtos de outros estados também pode contribuir para a oscilação de preços.

Fonte: Mapa

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Campeonato Brasileiro de Blends de Café será realizado no São Paulo Coffee Festival

Foto: Freepik A Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC) realizará a etapa ...

Equipes coletam dados para nova pesquisa da Conab da safra brasileira de grãos

Foto: iStock Farmer handful of harvested corn kernels from the heap loaded into ...

Comidas típicas da festa junina contam com 36% de impostos no preço final

Foto: Julio Huber A chegada das festas juninas costuma ser motivo de alegria ...

Capixaba é eleito o melhor criador e expositor na Megaleite 2024 na categoria CCG 1/2 Hol + 1/2 Gir

Encerrada a 19ª edição da Megaleite no último sábado (15), a Associação Brasileira ...

Equipamento promete secagem de cafés especiais em menos de 24 horas

Tecnologia desenvolvida pela Dryeration, foi testada e aprovada por produtores da Alta Mogiana ...