Ministra da Agricultura garante que não há falta de alimentos

Foto: Antônio Araujo

Em entrevista coletiva no Palácio do Planalto, a ministra Tereza Cristina disse que o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) está trabalhando, desde o início da pandemia de coronavírus (Covid-19) no Brasil, para garantir o abastecimento, a produção e distribuição de alimentos no país. Segundo ela, não há notícias de falta de alimentos em nenhuma cidade.

“Hoje nós temos no Brasil o abastecimento em todas as capitais e todas as cidades, não temos nenhuma notícia de que esteja faltando qualquer tipo de alimento nas prateleiras dos supermercados, das vendas. Essa é a missão hoje do Ministério”, disse.

Segundo ela, o Mapa também está preocupado com a situação dos pequenos produtores e orientando associações e empresas para tirar dúvidas e garantir segurança para os trabalhadores do setor. Em outra frente, ela disse que tem trabalhado em parceria com ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, para garantir o transporte dos produtos do setor agropecuário.

“Precisamos dessa categoria para que os alimentos saiam de dentro das porteiras, cheguem nos armazéns e depois se encaminhem para as fábricas, para as agroindústrias de transformação e se transformem em alimentos e cheguem até as prateleiras dos supermercados para que a gente dê tranquilidade aos brasileiros, para que não se tenha tumulto. Isso graças a Deus vem acontecendo”, afirmou.

Tereza Cristina destacou a importância dos produtores rurais neste momento. “Temos os médicos, que fazem o trabalho na ponta, de cuidar dos doentes, e temos os produtores que estão produzindo e temos que fazer distribuição para que esses alimentos cheguem nos supermercado para que população que está em casa hoje tenha tranquilidade quando precisar de alimentos, as prateleiras estejam abastecidas”, reforçou.

A ministra também disse que o Ministério da Agricultura está monitorando os preços dos alimentos, que podem ter variações semanais por causa de questões logísticas. “Temos verificado, acompanhado, mas vamos ter que ter muita calma nessa hora. O que temos feito é checado se realmente existe falta para ter essa subida de preços ou não, em um gabinete de acompanhamento que o Ministério montou”, informou. A ministra também citou a disponibilização de 84 laboratórios do Mapa e da Embrapa para ajudar na análise de testes do coronavírus.

Fonte: Mapa

Últimas notícias

Sustentabilidade no agronegócio é tema de webinar

Nesta quarta-feira (23), o Webinar BW TALKS recebe dois especialistas no agronegócio para tratar da ...

Agrofloresta diversifica produção e gera mais renda para a Agricultura Familiar

Sistema permite colheita o ano todo de diferentes culturas alimentares, enquanto produtor aguarda ...

Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha abre inscrições para as provas de velocidade

Haras Raphaela, em Tietê (SP), sediará competições do Quarto de Milha em quatro ...

Brasil exporta primeira carga de melão para China após acordo bilateral

Esta é a primeira fruta fresca brasileira exportada para o mercado chinês A ...

Edição 2020 da Corrida e Caminhada do Café será virtual

Atletas podem enviar registros de corridas em qualquer lugar para a organização do ...