Mudas de café conilon clonal são produzidas e plantadas nas montanhas

Santa Maria de Jetibá, conhecida como a cidade que mais produz ovos no Brasil, é um município de clima frio, o que contribui para a produção de hortifrútis – outro destaque estadual – e também para o cultivo de café arábica, variedade indicada para a região de montanhas.

No entanto, o produtor rural e empresário Anderson Percílios, proprietário do Viveiros Eco Mudas, decidiu inovar. O viveiro já produz mudas de café arábica, eucalipto, palmito pupunha e demais variedades de plantas há décadas e agora aceitou o desafio de produzir também a variedade de café conilon clonal.

“Nossa família produz mudas de café arábica desde a década de 70, se tornando um importante pólo de produção de mudas, pois utilizamos diversos viveiros e todos de base familiar. Há algum tempo começamos a perceber uma crescente demanda também para o plantio de mudas de café conilon clonadas e alguns produtores rurais também começaram a implantar a nova cultura no próprio município, mesmo sendo indicada para locais mais quentes. Já existem lavouras formadas há algum tempo e de acordo com seus produtores, a produtividade tem sido satisfatória” relata o produtor Anderson Percílios.

A exportação do café conilon teve a segunda maior média mensal em 22 anos, no último mês de fevereiro. De acordo com o Centro de Comércio do Café de Vitória (CCCV), foram vendidas, em fevereiro deste ano, 300 mil sacas, uma alta de 40% comparado ao volume exportado em 2020. A maior média mensal foi em fevereiro de 1999, quando foram exportadas 318.755 mil sacas.

O Espírito Santo é o maior produtor de café conilon do Brasil, correspondendo a 75% da produção no país e o setor não para de crescer. A receita total exportada no último mês supera os U$$ 26 milhões, sendo 45% superior à receita exportada no mesmo mês em fevereiro de 2020. O preço médio de cada saca comercializada gira em torno de U$$ 85 dólares, sendo 3% superior em relação ao mesmo período do ano passado. O café arábica, no entanto, registrou uma queda de 18% no volume exportado no último mês de janeiro, se comparado com o mesmo mês de 2020, com o total de 69 mil sacas exportadas.

Percílios contou que no Viveiros Eco Mudas são produzidas as seguintes variedades clonais: K61, CV, P1, VERDIM, LB1 e A1. Outras variedades podem ser previamente encomendadas ao Viveiro através dos telefones ou pelo WhatsApp: (27) 99902-1038 ou 99819-6056. Além disso, variedades de café arábica continuam sendo produzidas normalmente.

Últimas notícias

Operação Colheita apreende armas, drogas e prende 25 criminosos no Estado

Cerca de dois meses após o início das ações, a Operação Colheita, lançada ...

Inmet disponibiliza plataforma de monitoramento de estimativa de geadas no Brasil

O mapa indica a possibilidade da ocorrência de geada, baseada na temperatura mínima ...

Frutas, castanhas e verduras nativas do Brasil estão em nova lista de espécies da sociobiodiversidade com valor alimentício

São considerados produtos da sociobiodiversidade os bens e serviços gerados a partir de ...

Cafés do interior capixaba serão comercializados em evento na Praça do Papa

O café, além de ser fonte de energia, também é fonte de lucro ...

Pif Paf Alimentos compra a Uniaves para ampliar oferta de produtos

Dando sequência à execução do seu plano estratégico de crescimento, a Rio Branco ...