Mulheres de Itapemirim visitam agroindústria de biscoitos em Alfredo Chaves

O escritório local do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) de Itapemirim, em parceria com as Secretarias de Agricultura e de Meio Ambiente do município, acompanhou 13 agricultoras que trabalham com o processamento de pães, biscoitos e bolos, em visita à agroindústria de Biscoito “Hora do Recreio”, localizada em Alfredo Chaves.

A visita proporcionou saberes acerca das boas práticas de manipulação dos alimentos, conhecimentos sobre a infraestrutura do espaço e utilização correta do maquinário. Na oportunidade, as agricultoras de Itapemirim observaram a produção de biscoitos da agroindústria.

Segundo a economista doméstico do Incaper de Itapemirim, Angélica Carvalhais de Oliveira, as agricultoras pretendem registrar os seus empreendimentos e, para tanto, tinham a necessidade de conhecer uma agroindústria que já estivesse regularizada quanto às exigências requisitadas pelos órgãos responsáveis pelo registro sanitário.

“O momento da visita oportunizou trocas de experiências entre os grupos e trocas de receitas pertinentes à produção dos biscoitos. Mas, para que isso pudesse acontecer, também contamos com o reforço da equipe do escritório local do Incaper em Alfredo Chaves”, comentou.

“A visita foi muito importante para nós, já que agora aprimoramos os nossos conhecimentos, que nos servirão para aplicar em nosso trabalho, num futuro próximo”, comemorou, na ocasião, a agricultora Marluce Alves de Souza, pertencente ao empreendimento Sabores do Itapemirim.

A ação faz parte do projeto “Elas no campo e na pesca: Empreendedorismo, Liderança e Autonomia”, coordenado pela Secretaria da Agricultura, Aquicultura, Abastecimento e Pesca (Seag), sob a gestão técnica e operacional do Incaper. O objetivo principal é promover a visibilidade, a valorização do trabalho feminino e a autonomia econômica e financeira das mulheres, por meio da assistência técnica, do acesso ao crédito e às políticas públicas e do apoio ao empreendedorismo, associativismo, cooperativismo e comercialização.

Angélica Carvalhais lembrou que o trabalho em rede tem sido foco das parcerias construídas pelo escritório local do Incaper de Itapemirim, que, gradativamente, tem realizado trabalhos com parceiros, considerando a pluralidade das temáticas: agroindústria, meio ambiente, artesanato, entre outros temas.

Texto: Tatiana Toniato Caus e Angélica Carvalhais de Oliveira/Incaper

Últimas notícias

Cebola e batata ficam mais baratas nas principais Ceasas

A cebola registrou queda nos preços no atacado em todas as Centrais de ...

Famílias de Alegre são beneficiadas pelo Programa Nacional de Crédito Fundiário

Com a aquisição da terra pelo PNCF, comunidade dobra de tamanho e a ...

Calor e ar seco no Brasil na última sexta-feira do inverno

Uma frente fria avança pelo mar e nesta sexta-feira chega ao litoral de São ...

Pesquisa inovadora busca o controle biológico de principal praga da cana-de-açúcar

Instituto da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de SP desenvolve produto inédito e ...

Inscrições abertas para prêmio de qualidade de café arábica do Espírito Santo

Julio Huber O Prêmio Excelência de Qualidade Realcafé Reserva está com as inscrições ...