Nova espécie de planta é descoberta no Espírito Santo

Foto: INMA

Uma nova espécie de planta foi descrita na Mata Atlântica capixaba. A Callianthe capixabae, como foi batizada, é uma espécie ornamental de um grupo conhecido como balãozinho japonês ou lanterninha japonesa, e foi descrita somente para duas localidades: Parque Estadual Forno Grande, no município de Castelo, e Serra do Valentim, entre os municípios de Iúna e Muniz Freire.

Anúncio

A descoberta foi publicada no dia 29 de dezembro de 2022, no periódico Phytotaxa, dedicado à taxonomia botânica. O artigo traz descrição morfológica, comentários taxonômicos, ilustrações, distribuição, habitat e fenologia, além de uma tabela de comparação morfológica entre as novas espécies e as espécies morfologicamente mais próximas.

Anúncio

Callianthe capixabae é bastante semelhante a outras duas espécies, Callianthe glaziovii e Callianthe schenckii, mas os pesquisadores encontraram diferenças no indumento (pelos e escamas que cobrem a planta), tipos de inflorescência, nervuras do cálice, cor das pétalas e comprimento do fruto.

Para a análise, os pesquisadores Maria Tereza R. Costa e Massimo Bovini, ambos do Jardim Botânico do Rio de Janeiro (JBRJ), e João Paulo F. Zorzanelli, do Instituto Nacional da Mata Atlântica (INMA), coletaram amostras em campo e realizaram estudos nos herbários CAP e VIES, da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), MBML, do INMA, e RB, do JBRJ.

“A nova espécie ocorre em sub-bosques florestais do interior do Espírito Santo, em altitudes de 1.100 a 1.300m. Sua floração foi registrada de abril a agosto e frutos foram registrados em julho. Em relação aos balõezinhos japoneses e lanternas japonesas amplamente cultivadas, Callianthe capixabae possui folhas totalmente distintas, com a parte de baixo, por exemplo, de coloração meio acinzentada, tecnicamente chamamos essa característica de folhas discolores”, explica João Paulo Zorzanelli, pesquisador do INMA.

Por sua característica ornamental, essa planta apresenta grande potencial para inclusão em programas de melhoramento genético e seu emprego em ornamentação, arborização e outros usos. Como é conhecida apenas para duas localidades e duas populações, não há uma avaliação de seu estado de conservação, sendo classificada como Deficiente em Dados, na escala da União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN, sigla em inglês).

“Uma dessas populações está localizada na delimitação do Parque Estadual do Forno Grande (PEFG), que é protegido como unidade de conservação. No entanto, os espécimes estão localizados nas margens da pista única para ecoturismo, podendo sofrer depredação”, alerta Maria Tereza Costa, pesquisadora do JBRJ.

A outra população foi identificada em uma mata à beira da estrada que dá acesso a torres de comunicação na Serra do Valentim, local que não faz parte de unidade de conservação, estando já sujeita a ameaças como incêndios florestais e cortes para manutenção periódica das estradas.

“O entorno das localidades onde encontramos a Callianthe capixabae é composto principalmente por propriedades rurais de cultivo e pecuária de café e eucalipto, além de alguns fragmentos de Mata Atlântica. Esse contexto configura populações da espécie parcialmente isoladas e restritas, dificultando mecanismos essenciais para sua biodiversidade, como dispersão e fluxo gênico”, destacou Maria Tereza Costa, pesquisadora do JBRJ.

Fonte: INMA

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

ES livre de febre aftosa sem vacinação: saiba os benefícios

Foto: Freepik O Espírito Santo está oficialmente livre da febre aftosa sem vacinação. ...

Lactalis distribui água em supermercados gaúchos

Foto: Carolina Jardine A Lactalis Brasil ganhou um novo apoio para distribuir água ...

Bahia dá início à colheita do algodão safra 2023/2024

Foto: Divulgação As máquinas em campo sinalizam o início da colheita do algodão ...

Família dá até mamadeira para cuidar de filhote de veado encontrado ferido

Foto e vídeo: Divulgação Texto: Julio Huber / Foto: Divulgação Um filhote de ...

Furtas e hortaliças sofrem aumento por conta das fortes chuvas no Rio Grande do Sul

Foto: André Oliveira / MDS A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) trouxe uma ...