Obra de segunda fábrica brasileira de biochar da NetZero é lançada no Espírito Santo

Foto: Leonardo Tononi/Governo do ES

O Espírito Santo terá a segunda fábrica do Brasil da empresa NetZero. A green tech francesa é uma startup pioneira na valorização de resíduos agrícolas em biochar. O lançamento oficial do início da obra ocorreu na manhã de ontem (11), no município de Brejetuba, na Região Serrana do Estado.

Anúncio

Dezenas de pessoas participaram da cerimônia de lançamento da pedra fundamental, entre elas produtores de café e o vice-governador do Estado e secretário estadual de Desenvolvimento, Ricardo Ferraço. O investimento é de, aproximadamente, R$ 20 milhões.

Anúncio

De acordo com Ferraço, o projeto pioneiro da NetZero está em sintonia com os investimentos que o Espírito Santo almeja. “A chegada desta inovação ao Estado trará diversos benefícios, desde ambiental até econômico e social, porque reúne algo fundamental, que é a cooperação. A primeira experiência do projeto no Espírito Santo tinha de começar por Brejetuba, uma região que produz muito café, e de qualidade”, afirma Ferraço.

A fábrica ficará a 25 quilômetros de distância da anterior, que fica em Lajinha (MG), e se beneficiará de melhorias notáveis em hardware e software. A escolha do novo local é estratégica e tem um triplo objetivo. Primeiro, capitalizar sobre essa proximidade para facilitar o trabalho das equipes de pesquisa e desenvolvimento, a fim de acelerar as iterações tecnológicas.

Em segundo lugar, ampliar a cooperação com a cooperativa Coocafé, já parceira no primeiro local, a fim de atrair rapidamente novos cafeicultores com base na primeira parceria. Também se pretende demonstrar a relevância do seu modelo, fundamentado na implantação de unidades de produção de tamanho intermediário em imediata proximidade com as fontes de biomassa, com o objetivo de reduzir a pegada de carbono da cadeia de produção de biochar e simplificar a logística das operações.

A nova fábrica, que estará operacional no início de 2024, produzirá anualmente 4.500 toneladas de biochar, permitindo a remoção da atmosfera de mais de 6.500 toneladas equivalentes de CO2, enquanto fornecerá um corretivo do solo sustentável para os agricultores locais. A fábrica é uma parceria com a Coocafé, cooperativa que reúne mais de 10 mil produtores de café e tem um forte foco em sustentabilidade, desempenha um papel essencial na promoção do modelo local, encorajando os agricultores a aderir ao projeto.

“A unidade de Brejetuba confirma o interesse que o biochar tem despertado nos agricultores, nossos principais parceiros. O nosso modelo é totalmente adequado às necessidades e à realidade local, o que é um essencial para o aumento de escala. Estamos muito satisfeitos em continuar nossa parceria com a Coocafé e seus produtores, que são pioneiros no uso do biochar em grande escala”, afirma Pedro de Figueiredo, cofundador da NetZero e CEO da NetZero Brasil.

Visualmente semelhante ao carvão vegetal, o biochar é obtido pela extração do carbono contido nos resíduos vegetais por meio da pirólise. Esse processo permite estabilizar de forma duradoura o carbono inicialmente capturado pelas plantas na atmosfera durante a fotossíntese.

Além de seus benefícios climáticos validados pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), o biochar tem propriedades agronômicas notáveis: ele atua no solo como uma esponja de carbono que retém água e nutrientes no nível da raiz da planta, permitindo reduzir de forma duradoura o uso de fertilizantes e, ao mesmo tempo, aumentar a produtividade da cultura, melhorando assim a renda do agricultor.

Além da fábrica em Lajinha, que já conta com 30 funcionários brasileiros, e da construção de Brejetuba, uma terceira unidade está prevista para ser construída no Brasil ainda neste ano.

Fonte: NetZero

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Capixaba é eleito o melhor criador e expositor na Megaleite 2024 na categoria CCG 1/2 Hol + 1/2 Gir

Encerrada a 19ª edição da Megaleite no último sábado (15), a Associação Brasileira ...

Equipamento promete secagem de cafés especiais em menos de 24 horas

Tecnologia desenvolvida pela Dryeration, foi testada e aprovada por produtores da Alta Mogiana ...

Bahia Farm Show 2024 bate novo recorde de público

A 18ª edição da Bahia Farm Show atinge um novo recorde de público. ...

Praga inexistente no Brasil é identificada em fruta que vinha dos Estados Unidos

Uma carga com 576 quilos de pêssegos importados dos Estados Unidos foi barrada ...

Salmonella gera impacto na avicultura e preocupa produtores

Foto: Envato O impacto das salmoneloses assusta os produtores pela sua contaminação. A ...