Operação interdita loteamentos irregulares e identifica desmatamento em Domingos Martins

Fotos: Polícia Militar Ambiental

Julio Huber

Continua após o anúncio

Após diversas denúncias e reclamações de moradores da Região Serrana do Estado sobre desmatamentos e loteamentos irregulares, ontem (13) foi executada a “Operação Curupira”, que identificou áreas de desmates e construção de loteamentos sem as devidas autorizações.

A ação contou com 23 policiais do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), além de fiscais e servidores do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (IDAF), da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMMA) e da Secretaria Municipal de Planejamento de Domingos Martins.

A Operação Curupira foi realizada nas localidades de Biriricas, Centro e Santa Teresinha, todas em Domingos Martins. Após denúncias de loteamentos irregular es sendo construídos, foi planejada a operação, que resultou em duas barragens e 44 platôs embargados, sendo que 35 estavam sem construção e nove com construção. A maior interdição ocorreu em Santa Teresinha.

Os embargos foram realizados por falta de autorização ou em desacordo com as licenças ambientais dos órgãos responsáveis. Também foram confeccionados Termos Circunstanciados referentes a 18 platôs também em desacordo com a legislação. Em um dos terrenos denunciados, uma máquina retroescavadeira foi encontrada no local, mas não estava sendo utilizada no momento.

O subcomandante do BPMA, o major Wanderson Machado Luchi, ressaltou a importância da operação realizada. “O objetivo principal da Operação Curupira é a proteção da Mata Atlântica na região de montanhas capixabas. Como consequência do desenvolvimento urbano e turístico na região, a especulação imobiliária tem exercido uma forte pressão sobre a preservação do meio ambiente. Então, a operação visou coibir desmatamento e parcelamentos irregulares de solo para salvaguardar a Mata Atlântica. O Curupira é um personagem folclórico brasileiro, que era o protetor das matas, e então, nós hoje somos os protetores das matas” frisou.

O major informou que o BPMA continuará intensificando a fiscalização ambiental, de modo a contribuir para um meio ambiente ecologicamente equilibrado e no bem estar das pessoas. O cidadão pode realizar denúncia anônima de crimes ambientais através do número 181, ou pelo site (https:/disquedenuncia181.es.gov.br).

Além do major Wanderson Machado Luchi, estiveram presentes o comandante da 1ª Companhia do BPMA, o capitão Francisco Alves da Vitória; o comandante do Comando de Operações Táticas em Mata Atlântica (COTAMA), o 2° tenente Luciano Baleeiro Pereira e o comandante do Destacamento do BPMA de Domingos Martins, o subtenente Ricardo Antônio de Freitas.

Últimas notícias

Confirmada: 11ª Feira de Negócios Coocafé será presencial

Um dos principais eventos realizados para o cooperado Coocafé é a Feira de ...

Alunos aprendem, na prática, como vacinar o rebanho

Mais uma ação do projeto “Vai pra Roça” foi realizada em São Gabriel ...

Conab lança modalidade de leilão para abastecer pecuaristas

Uma novidade foi lançada pela Companhia Nacional de Abastecimento  (Conab) para os pecuaristas ...

Alysson Paolinelli, indicado ao Nobel da Paz, participará da Feira de Agronegócios da Cooabriel

Indicado ao prêmio Nobel da Paz em 2021, o ex-ministro e professor Alysson ...

Prazo para vacinar animais de 0 a 2 anos contra febre aftosa está acabando

A vacinação de bovinos e bubalinos acontece até o dia 31 de maio ...