Pecuaristas podem preencher o Guia de Indicadores da Pecuária Sustentável

Técnicos capacitados pelo Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (GTPS) iniciaram, no começo deste mês, suas atividades nos estados de Goiás e Minas Gerais, a fim de orientar, de maneira remota, os pecuaristas da região no preenchimento do Guia de Indicadores da Pecuária Sustentável (GIPS). No primeiro trimestre, foi a vez de produtores do Pará, Rondônia e Mato Grosso preencherem o Guia, que está em seu quinto ano de existência.

O GIPS tem por finalidade auxiliar o produtor rural, de forma gratuita, a avaliar o nível de sustentabilidade de sua propriedade, junto de orientações para avançar no desenvolvimento de uma pecuária sustentável. A ferramenta passou por reformulações recentes para tornar a linguagem ainda mais acessível e objetiva, com o intuito de facilitar o preenchimento.

O projeto é executado pelo GTPS e conta com o apoio do Solidaridad Brasil, parceria com os frigoríficos Minerva Foods e JBS e é financiado pelo NICFI. A iniciativa busca apoiar a transição para uma pecuária de baixo carbono na Amazônia e contribuir para a adaptação e mitigação das mudanças climáticas.

“Os dados levantados pelo GIPS apontam quais indicadores devem ser melhorados e sugere como isso pode ser feito, com base na legislação brasileira, protocolos de boas práticas e em princípios globais de sustentabilidade, sendo um instrumento de gestão e mensuração para a pecuária”, explica a gerente executiva do GTPS, Luiza Bruscato, ao assegurar que a ferramenta é destinada tanto aos pecuaristas que acabaram de iniciar sua jornada, quanto aos que têm resultados para demonstrar. Os dados são confidenciais e os indicadores são aplicáveis a todos os elos da cadeia.

Segundo a coordenadora do projeto GIPS, Stéphanie Ferreira, ao todo são oito técnicos atuando em cinco estados do Brasil. “São profissionais que passaram por treinamento específico sobre a ferramenta, de aproximadamente 16 horas, oferecido pelo GTPS. Portanto, estes aplicadores estão qualificados e disponíveis para auxiliar o pecuarista no preenchimento do GIPS, bem como na orientação sobre os temas que abordam os princípios: gestão, comunidades, trabalhadores, meio ambiente e cadeia de valor”. 

Pecuaristas de Goiás e Minas Gerais que tiverem interesse no Guia de Indicadores da Pecuária Sustentável podem fazer o preenchimento pelo formulário (link) ou entrar em contato via WhatsApp: (11) 99264-7515 ou por e-mail: [email protected].

Fonte: Agroa

Últimas notícias

Menor oferta mundial de café impulsiona valores futuros

Os contratos futuros do café arábica tiveram desempenho positivo nesta semana, voltando a ...

Doze municípios do Espírito Santo passam para risco baixo de contaminação da Covid-19

O Governo do Estado anunciou, nesta sexta-feira (07), o 54º Mapa de Risco ...

Seminário discute déficit de armazenagem para grãos e aponta soluções emergenciais

A constatação da necessidade de aumentar o espaço para armazenar grãos nas principais ...

Conquistas no campo são alcançadas com o auxílio da Contribuição Sindical Rural

A Contribuição Sindical Rural (CSR) fortalece a categoria rural, e, é através dela ...

Ceasa-ES inicia coleta de culturas de produtos do mercado para análise

Ação vem sendo realizada em parceria com o MPES e a Vigilância Sanitária ...