Pele de tilápia brasileira será usada no tratamento de queimados no Líbano

Foto: Viktor Braga/UFC

O Projeto Pele de Tilápia, vinculado ao Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos (NPDM) da Universidade Federal do Ceará (UFC), está em condições de enviar todo o estoque de 40 mil centímetros quadrados de pele de tilápia para ajudar no tratamento dos queimados vítimas da explosão no porto de Beirute, no Líbano. O Incidente deixou cerca de 5 mil feridos e mais de 100 mortos na última terça-feira (4). Pesquisadores do projeto já se mobilizam para viabilizar a doação.

“Sem dúvida se trata de uma ação humanitária da UFC. É a Universidade fazendo valer seus estudos para colocar à disposição da sociedade, transformando a pesquisa que é feita dentro da Universidade em bem social”, afirma o professor Odorico de Moraes, coordenador do NPDM. Agora a doação só depende dos trâmites burocráticos envolvendo autoridades brasileiras e libanesas.

O professor informou que o núcleo terá a capacidade também de preparar duas mil peles de tilápia. Essa meta é planejada para o início do próximo ano e o material poderá servir em casos futuros de vítimas de queimaduras em grandes desastres, como o do Líbano, conforme esclarece o coordenador do Projeto Pele de Tilápia e pesquisador do NPDM, o médico Edmar Maciel. Segundo ele, essas duas mil peles equivalerão a curativos de 8 a 15 centímetros e de 10 a 20 centímetros, o que representarão, no total, em torno de 250 mil a 300 mil centímetros quadrados de pele de tilápia.

Pesquisadores do projeto estão mobilizados para viabilizar a doação da pele de tilápia já em estoque. “Temos as peles que estão esterilizadas e queremos doar”, reforça o médico Edmar Maciel. Mas, para concretizar essa ação solidária da UFC, ele reitera que cabe às autoridades brasileiras resolver os trâmites legais e burocráticos envolvendo os dois países.

O tratamento de queimados com pele de tilápia tem tido muitos êxitos, desde seu início em 2015, com o uso em pacientes do Instituto Dr. José Frota (IJF). Além de ser utilizada em queimaduras, a pele de tilápia, como biomaterial, tem aplicação em feridas, cirurgias ginecológicas e medicina regenerativa.

Fonte: UFC

Últimas notícias

Preço do leite ao produtor sobe, mas custos de produção reduzem margens

O preço do leite recebido pelo produtor manteve a tendência de alta no ...

Estimativa de safra de café é reduzida pela Conab e próxima colheita preocupa

Foto: Julio Huber O país deverá produzir aproximadamente 46,9 milhões de sacas de ...

Deflagrada nova edição da Operação Mata Atlântica em Pé

Teve início ontem (20), a Operação Mata Atlântica em Pé, iniciativa voltada ao ...

Cursos de tratorista e cultivo de cacau exclusivos para mulheres

Registro de ação do projeto “Mulheres do Cacau” com produtoras rurais As mulheres estão ...

Mapa destrói 58 mil garrafas de azeite de oliva fraudado

Foi a maior apreensão já realizada pelo Ministério da Agricultura no país desde ...