Pesquisa aponta que 72% dos brasileiros querem restaurantes com mais comidas saudáveis

Foto: Freepik

Uma pesquisa realizada com mais de 47 mil pessoas e 1,6 mil restaurantes de 15 países, aponta que no Brasil, 72% dos entrevistados esperam uma oferta mais saudável por parte dos restaurantes. Destas, 64% o fazem pensando na saúde e 50% consideram como oferta mais saudável os alimentos frescos e mais opções vegetais.

Anúncio

Quando questionadas se dão atenção à alimentação balanceada, 91% das pessoas brasileiras afirmaram que sim, 6% foram neutras na resposta e apenas 3% disseram que não se atentam a isso. Já quando o tema foi a qualidade dos produtos consumidos em estabelecimentos de comida pronta, 87% disseram que valorizam a oferta, 8% foram neutras e 5% não veem importância nessa questão.

Anúncio

Os dados são referentes a 2023, da pesquisa anual Barômetro, realizada pela Ticket, marca da Edenred de vale-refeição e vale-alimentação, que tem como objetivo entender o comportamento das pessoas em relação à alimentação fora do lar.

Representantes de estabelecimentos brasileiros que participaram da pesquisa concordam que houve um crescimento na demanda por refeições saudáveis: 45% responderam positivamente à questão e 53% notaram que os clientes apreciam refeições saudáveis/balanceadas. Ainda, 48% acham que ter uma alimentação saudável interfere na escolha do restaurante por parte de consumidores.

“Na edição anterior da Barômetro, já havíamos verificado que 85% das pessoas revelaram estar mais conscientes sobre sua saúde e a necessidade de ter uma alimentação mais saudável. Nesta última pesquisa, vemos que essa preocupação se mantém e é percebida pelos estabelecimentos, que precisam estar atentos às necessidades de seu público. A alimentação de qualidade é essencial para o bem-estar no trabalho”, comenta Jean Castro, diretor de rede da Ticket. De acordo com 33% dos restaurantes entrevistados, também há aumento da procura por refeições veganas.

Ainda que cientes do aumento na procura por refeições saudáveis e a importância de atender a essa necessidade das pessoas consumidoras, 49% dos estabelecimentos concordam que esse tipo de cardápio demora mais tempo para ser produzido, 50% acham que o preparo é mais caro e 44% consideram a produção mais difícil.

Em outro levantamento realizado pela Ticket e que revela as preferências culinárias, com base nas transações realizadas por seus 7 milhões de usuários no Brasil, mostra que a categoria comida saudável está no top 10 entre os tipos de culinária mais consumidos no país, ocupando a 9ª colocação. “O preço médio pago pela comida saudável foi de R$ 56,93 em novembro, sendo a 10ª mais acessível entre todas as categorias”, finaliza Castro.

Fonte: RPMA Comunicação

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Campeonato Brasileiro de Blends de Café será realizado no São Paulo Coffee Festival

Foto: Freepik A Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC) realizará a etapa ...

Equipes coletam dados para nova pesquisa da Conab da safra brasileira de grãos

Foto: iStock Farmer handful of harvested corn kernels from the heap loaded into ...

Comidas típicas da festa junina contam com 36% de impostos no preço final

Foto: Julio Huber A chegada das festas juninas costuma ser motivo de alegria ...

Capixaba é eleito o melhor criador e expositor na Megaleite 2024 na categoria CCG 1/2 Hol + 1/2 Gir

Encerrada a 19ª edição da Megaleite no último sábado (15), a Associação Brasileira ...

Equipamento promete secagem de cafés especiais em menos de 24 horas

Tecnologia desenvolvida pela Dryeration, foi testada e aprovada por produtores da Alta Mogiana ...