Portaria estabelece o estado de Roraima como área sob quarentena para Mosca-da-Carambola

Foto: Cristiane Ramos de Jesus / Embrapa

O status implica na proibição do trânsito de frutos hospedeiros da praga para os outros estados

Foi publicada nesta segunda-feira (10), a Portaria nº 780 declarando o estado de Roraima como área sob quarentena para a praga quarentenária presente Bactrocera carambolae (Mosca-da-Carambola). O status implica na proibição do trânsito de frutos hospedeiros da praga para os outros estados.

Anúncio

Trata-se de medida de caráter preventivo, que faz parte de um conjunto de ações que o Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) vem adotando desde a introdução da praga no país, em 1996, visando mantê-la sob controle e restrita às áreas onde se encontra atualmente (nos estados do Amapá, Roraima e em parte do Pará), com o objetivo de evitar a sua disseminação para as demais áreas sem ocorrência da praga no país.

Anúncio

O Brasil é o terceiro maior produtor de frutas do mundo e a mosca-da-carambola é a principal ameaça à manutenção dos mercados de exportação já estabelecidos e em constante expansão da fruticultura. A última vez que o estado de Roraima esteve sob restrição do comércio de frutos hospedeiros da praga foi no período de maio de 2018 a junho de 2019.

A declaração permanecerá vigente por tempo indeterminado, até que a situação da praga (quantidade, localização e nível de controle dos focos) dentro do estado de Roraima se encontre em um nível considerado seguro pela coordenação nacional do Programa, sob responsabilidade do Departamento de Sanidade Vegetal e Insumos Agrícolas.

A mosca-da-carambola é caracterizada como praga quarentenária presente no Brasil, e sua dispersão pode causar grandes prejuízos econômicos. “Reforçamos que a população não deve transportar frutos e vegetais de áreas com ocorrência da praga que, ao se dispersar, pode gerar inúmeros prejuízos para os agricultores das demais regiões”, destaca a diretora do Departamento de Sanidade Vegetal e Insumos Agrícolas, Edilene Cambraia.

A praga Bactrocera carambolae causa danos não apenas na carambola, mas em diversas outras frutas como goiaba, acerola, tangerina, caju, pitanga, entre outras.

Fonte: Mapa

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Festival gastronômico celebra cultura capixaba com o Fest Torta em Vitória

Neste sábado (20) e domingo (21), no bairro Jesus de Nazareth, em Vitória, ...

Espírito Santo vai receber primeira Usina de Biometano para uso industrial e residencial

Foto: Hélio Filho/Secom Em um passo histórico rumo à sustentabilidade, o Espírito Santo ...

Valor bruto da produção ultrapassa R$ 1,14 trilhão em março

Soja, milho, Cana-de-açúcar, café e laranja foram responsáveis por 52% do valor total ...

Nater Coop premia startups em Programa de Inovação Aberta

Foto: Bruno Faustino Ao longo de 2023, a cooperativa impulsionou a inovação lançando ...

ES firma acordo para ampliar alcance de frutas e especiarias capixabas no mercado internacional

As frutas e especiarias produzidas no Espírito Santo ganharão ainda mais reconhecimento internacional, ...