Prêmio Região do Cerrado Mineiro bate recorde ao receber 500 Inscrições de cafés de excelência

O 11º Prêmio Região do Cerrado Mineiro entrou para a história com um feito extraordinário: um recorde de 500 inscrições de amostras de café, superando as 370 inscrições do ano passado. O Prêmio, dividido em três categorias, recebeu 242 inscrições na categoria Café Natural, 64 na Cereja Descascado e 194 na Fermentação Induzida.

De acordo com o regulamento, cada produtor teve a oportunidade de inscrever até duas amostras por propriedade, sendo uma na categoria Natural ou Cereja Descascado, adicionando mais uma amostra na categoria Fermentação Induzida.

Anúncio

A iniciativa tem como objetivo reconhecer e premiar os melhores cafés dos 55 municípios que compõem a Região do Cerrado Mineiro, valorizando o árduo trabalho dos cafeicultores na produção de cafés de alta qualidade. Além disso, valoriza a responsabilidade e rastreabilidade na produção de café, enquanto celebra a safra anual.

Anúncio

“Esse número é resultado da confiança, do trabalho e da atitude de cooperativas, associações e, principalmente, dos produtores do cerrado mineiro. Estamos imensamente felizes por esse novo recorde de amostras inscritas”, destaca o diretor executivo da Federação dos Cafeicultores do Cerrado, Juliano Tarabal.

“Nós, da Federação dos Cafeicultores do Cerrado, estamos muito felizes por recebermos a inscrição de 500 amostras. Isso demonstra a vontade do nosso produtor de participar do Prêmio Região do Cerrado Mineiro e de tentar se destacar nessa região que produz um café diferenciado e de excelente qualidade. O que realmente faz a diferença são as pessoas que aqui são determinadas em promover cada vez mais o Cerrado Mineiro, não só os produtores, mas cada um dos colaboradores das nossas cooperativas e associações que se esforçaram para que chegássemos a esse número. A gente fica muito feliz e quer, cada vez mais, alcançar preços melhores para os nossos cafés”, avalia o presidente da Federação dos Cafeicultores do Cerrado, Gláucio de Castro.

Promovido pela Federação dos Cafeicultores do Cerrado, com apoio do Sebrae Minas, o evento tem a realização das cooperativas Carmocer, Carpec, Coocacer Araguari, Coopadap, Expocaccer e MonteCCer, integrando ainda as seis associações: ACA, Acarpa, Amoca, Appcer, Assocafé e Assogotardo como apoiadoras.

A próxima etapa é a fase dos “Campeões das Cooperativas,” que tem início em 5 de outubro, e se estende até 14 de novembro. Nessa etapa, serão revelados os grandes vencedores de cada cooperativa, que avançarão para a Etapa Regional. A cerimônia de divulgação dos cafés premiados será um evento marcante, agendado para 30 de novembro, em Uberlândia (MG).

Serão premiados produtores do primeiro ao terceiro lugar para cada uma das categorias, tendo como competidores os melhores cafés finalistas de cada cooperativa. Os vencedores serão premiados com R$ 5 mil (1º lugar), R$ 3 mil (2º lugar) e R$ 2 mil (3º lugar).

Fonte: Serifa Comunicação

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Nater Coop anuncia investimento de 8 milhões em novas estruturas de armazém de café no ES

Foto: Divulgação O volume de movimentação chegará a aproximadamente 75 mil sacas por ...

Agronegócio bate recorde de exportações em abril, com US$ 15,24 bilhões

O resultado correspondeu a 49,3% das exportações totais do Brasil Com valor recorde, ...

Sicoob inova experiência com cashback no Super App 

O Sicoob lançou a nova funcionalidade de cashback no Super App. Através do ...

Exportação de café em abril rende a maior receita da história registrada em um mês

Foto: Julio Huber O Brasil exportou 4,222 milhões de sacas de 60 kg ...

Socol pode se tornar patrimônio cultural no Espírito Santo

Foto: Gabriel Lordelo/Divulgação O socol, produto embutido exclusivo de Venda Nova do Imigrante, ...