Primeira antena 5G agro é inaugurada no Brasil

Muito aguardada por todos, a chegada do 5G no Brasil promete trazer uma revolução quando o assunto é internet de qualidade e conectividade no campo. Especialistas garantem que o país será o mais beneficiado pela tecnologia na América Latina. O setor de agronegócio, por exemplo, pode ter um acréscimo em suas receitas até 2030 em cerca de R$ 10 bilhões, graças ao 5G. Com apenas 23% da área rural coberta com sinal de internet móvel, o Brasil poderia ampliar o valor da produção agrícola em até R$ 100 bilhões com a ampliação do sinal de telefonia.

O local para o ponto de partida para esse grande marco foi a fazenda Ipê, pertencente ao Grupo Insolo, localizada no município piauiense de Baixa Grande do Ribeiro, onde foi instalada a primeira antena 5G agro do país, via Rede Meio Norte. A antena proporcionará internet de maior qualidade, contribuindo na produção e desenvolvimento do agronegócio.

Continua após o anúncio

A solenidade de inauguração contou com diversas autoridades, entre elas o presidente Jair Bolsonaro. Segundo o Governo Federal, ao todo serão instalados no meio rural 20 pilotos de ponto 5G e o Piauí é um dos estados escolhidos. O Ministério das Comunicações prevê a instalação de 44 mil antenas até 2029.

De acordo com Wellington Sena, arquiteto de soluções da GAtec, empresa especializada em gestão agroindustrial, consultoria, treinamento, desenvolvimento e integração de sistemas, parceira do grupo, a tecnologia 5G será um grande marco na agricultura 5.0 no Brasil. “O tempo em que a informação levará para chegar até os tomadores de decisão e a qualidade desta informação dará um grande salto. A questão da conectividade sempre foi uma grande barreira para o uso de novas tecnologias no campo, pois a infraestrutura na maioria das áreas de produção agrícola ainda é precária e muitos casos inexistentes”, disse.

Ainda segundo o profissional, além de proporcionar ganhos da porteira para dentro que afetarão diretamente o produtor, esses ganhos também serão importantes da porteira para fora, com a melhoria da infraestrutura e monitoramento das vias de escoamento da safra, por exemplo. Estima-se que a tecnologia 5G pode gerar investimentos de US $ 76,8 bilhões para o setor até 2035 (segundo relatório elaborado pela Nokia e a consultoria Omdia). O avanço trará uma melhoria na qualidade de vida dos produtores, com inclusão, avanços na sustentabilidade econômica, ambiental e social”, acrescentou Sena.

O 5G vai quebrar uma das barreiras de acesso dos produtores a ferramentas tecnológicas e importantes de empresas como a GAtec. A melhoria na conectividade proporcionará um campo ainda maior para implementar projetos atuais e futuros. “Poderemos colocar em prática novas ferramentas que facilitarão ainda mais a vida do produtor. Soluções que se utilizam de processos diretamente ligados a essa conectividade ofertada pela tecnologia 5G como: interação entre equipamentos e sensores, uso de aplicativos mobile, conexão entre as unidades de produção, sensoriamento remoto, estações meteorológicas e irrigação inteligente”, acrescentou o arquiteto de soluções.

GESTÃO CONTROLADA – A escolha pela Fazenda Ipê para abrigar a primeira antena 5G do País, não foi à toa. A propriedade é um exemplo na região por seu alto nível de tecnologia.  A unidade possui aproximadamente 58,4 mil ha, produzindo atualmente, soja, milho, arroz e algodão. Além disso, tem capacidade de armazenagem estática de 102.800 toneladas de grãos, um moderno centro de manutenção de máquinas e equipamentos.

A propriedade pertencente ao grupo Insolo, também destaca-se por sua gestão, que conta com modelos softwares que ajudam e auxiliam no dia a dia, tanto dos colaboradores quanto no controle de eficiência dos equipamentos. Todo este controle só é possível graças a tecnologias como as da GAtec, parceira do grupo desde 2019.

Segundo Sena, a implantação do projeto na Insolo foi completa, envolvendo todas as etapas de produção desde o planejamento de safra, passando pela produção, chegando até a comercialização dos produtos produzidos. Tudo isso simultaneamente a troca do sistema administrativo, o que aumentava ainda mais a complexidade de todo o processo. “Felizmente correu tudo como o que havia sido planejado e o projeto se tornou um caso de sucesso e hoje a Insolo além de uma parceira GAtec é uma referência quando o assunto é utilização de ferramenta para a gestão agroindustrial”, destacou.

Hoje a atuação da empresa junto ao grupo contempla toda a cadeia de produção das culturas implantadas. Iniciando com o planejamento e orçamentação agrícola, passando pelos controles de produção nas fazendas desde o plantio, todos tratos culturais, monitoramento da lavoura como pragas doenças e condições climáticas, passando pelo processo de colheita, armazenagem dos produtos, controle de todos os contratos de comercialização destas commodities e fechando com a gestão dos custos gerenciais de todo processo.

Assim agrega um controle com toda visão gerencial integrada ao processo administrativo e financeiro da empresa. “Agora o 5G trará uma possibilidade de conexão muito maior às atividades de campo, embora este processo esteja apenas no início com um grande caminho a ser percorrido, empresas como a GAtec estão trabalhando sempre no caminho destas melhorias”, finaliza o profissional.

Fonte: Rural Press

Últimas notícias

Confirmada: 11ª Feira de Negócios Coocafé será presencial

Um dos principais eventos realizados para o cooperado Coocafé é a Feira de ...

Alunos aprendem, na prática, como vacinar o rebanho

Mais uma ação do projeto “Vai pra Roça” foi realizada em São Gabriel ...

Conab lança modalidade de leilão para abastecer pecuaristas

Uma novidade foi lançada pela Companhia Nacional de Abastecimento  (Conab) para os pecuaristas ...

Alysson Paolinelli, indicado ao Nobel da Paz, participará da Feira de Agronegócios da Cooabriel

Indicado ao prêmio Nobel da Paz em 2021, o ex-ministro e professor Alysson ...

Prazo para vacinar animais de 0 a 2 anos contra febre aftosa está acabando

A vacinação de bovinos e bubalinos acontece até o dia 31 de maio ...